A infidelidade é uma questão que permeia os relacionamentos e assusta muitas pessoas. É indiscutível que a deslealdade abala a confiança do casal. Mas a questão é: traição tem perdão? De acordo com a psicóloga clínica Miriam Barros, tudo depende de uma reflexão em conjunto para avaliar se é possível continuar.

Quando acontece uma traição e há desejo de deixar o erro no passado e retomar a relação, o primeiro passo é compreender o que aconteceu. “A maior parte dos casais precisa do auxílio de um terapeuta para enfrentar esse processo. É importante contar com interlocutor neutro, que ajude o casal a expor seus sentimentos e refletir honestamente sobre o ocorrido”, explica.

Entenda quando traição tem perdão

Conforme sinaliza Miriam, uma relação pode ser reconstruída após uma traição. “Mas não é um processo fácil. Ela lembra que é preciso ter comprometimento, tolerância e muita vontade de continuar com o outro. Perdoar depende, portanto, do quanto realmente ambos querem continuar juntos.

“O parceiro que foi infiel precisa estar disposto a reconquistar a confiança do outro. Para isso, terá que usar de toda transparência com o parceiro”, aponta Miriam. Para quem foi traído, mesmo que opte por permanecer com a outra pessoa, é preciso ter consciência de que a desconfiança não vai desaparecer de um dia para o outro.

“O casal deve fazer alguns acordos novos, em que a pessoa traída oferece um voto de confiança ao que traiu e o outro se compromete a ser verdadeiro”, diz a psicóloga. De qualquer modo, reconstruir uma relação de confiança é um processo que exige tempo e paciência de ambas as partes.

Traição tem perdão
Traição abala a confiança do casal. Foto: iStock, Getty Images

 

Por que as pessoas traem?

A verdade é que a traição nem sempre tem uma motivação em especial para ocorrer. De acordo com Miriam, é um instinto natural sentir desejo por outras pessoas, mas isso não é uma desculpa. “Nós somos seres pensantes, não somos dominados apenas pelos instintos. Nós temos o poder de avaliar e decidir o que é melhor”, afirma.

De acordo com ela, o que acontece em alguns casos é que as pessoas não querem abrir mão da satisfação dos seus desejos em troca de algo maior. Depois, se arrependem. Por isso, a psicóloga ensina algumas formas de preservar a relação e ajudar a evitar um episódio de traição.

“O envolvimento com um terceiro acontece muitas vezes de forma sutil. De repente, ele está ouvindo confidências e sabendo de detalhes da vida do parceiro que nem mesmo o cônjuge sabia. Uma das melhores formas de proteger a relação é compartilhar a sua intimidade emocional apenas com o parceiro”, sinaliza ela.

Para isso, manter a proximidade e um diálogo aberto são aspectos fundamentais. Fazer coisas novas, aprender e ter prazer juntos são ótimas formas de proteger a relação e garantir uma vida mais alegre e cheia de descobertas. 

E você, acha que traição tem perdão? Deixe a sua opinião nos comentários!