[the_ad_group id="16403"]
Gestante > Sintomas de Gravidez

Sintomas de gravidez na primeira semana

Por Redação Doutíssima 23/05/2013

sintomas de gravidez na primeira semana

As alterações hormonais que acompanham a gravidez podem provocar sintomas de gravidez na primeira semana. Estes sintomas são conhecidos como os sinais “amigos” da gravidez, mesmo que eles nem sempre mereçam essa descrição.

Os três principais sintomas de gravidez na primeira semana:

1 – Atraso ou ausência da menstruação: é um sinal de gravidez confiável?

Muito antes de sua barriga crescer, muitas mulheres podem ver os primeiros sinais de gravidez. O mais evidente consistente, que quase sempre dá o aviso é o atraso da menstruação. No entanto, muitas mulheres têm períodos irregulares ou períodos de amenorréia (interrupção espontânea da menstruação), portanto esse sinal, sozinho, não é tão confiável para determinarmos o inicia da gravidez. Além disso, quando a mulher está grávida, pode ocorrer sangramento quando a menstruação normalmente teria ocorrido. Embora muitas vezes menos abundantes que a menstruação, o sangramento pode confundir.

2 – Seios inchados e rígidos são sintomas de gravidez na primeira semana?

sintomas de gravidez na primeira semana

Muitos outros sintomas sugestivos podem ocorrer no início da gravidez, tudo relacionado com a onda de hormônios sexuais. Os seios incham, ficam com bicos salientes, que são de cor mais escura e por vezes cobertos com pequeno inchaço granular, que correspondem às pequenas glândulas (tubérculos de Montgomery). Eles podem tornar-se sensíveis ao toque. Estas alterações da mama acontecem extremamente cedo na gravidez, são uns dos primeiros sinais.

3 – Distúrbios e sintomas digestivos da gravidez

sintomas de gravidez na primeira semana

Azia e cólicas abdominais às vezes aparecem e podem estar presentes durante toda a gravidez. Muitas vezes, há alterações no paladar, sem qualquer distúrbio digestivo. Alimentos previamente populares são subitamente abandonados em favor de outros. Às vezes é uma aversão real, que pode ocorrer em relação a pratos específicos, vinho ou cigarro.

Entre os sinais clássicos estão as náuseas predominantemente no período da manhã, mas elas ocorrem apenas no fim do primeiro mês de gravidez. De acordo com algumas estimativas, cerca de metade das mulheres grávidas sofrem com os enjoos matinais. Aumento da salivação e aumento da percepção olfativa são também alguns sintomas e não é raro que o cheiro provoque as náuseas.

Muitas mulheres relatam constipação e distensão abdominal logo no início da gravidez.

Outros sintomas de gravidez na primeira semana

Além dos três sinais mais sugestivos descritos acima, outros sinais menos óbvios podem ser vistos.

Fadiga e cansaço

Vocês que foram uma espécie de coruja da noite, não conseguem manter os olhos abertos quando se sentam em um sofá. Sonolência, ou um desejo de dormir durante o dia, é comum no início da gravidez. É devido ao efeito sedativo de progesterona, um dos hormônios presentes durante a gravidez.

Problemas ginecológicos

Pequenos sangramentos, micção frequente e corrimento vaginal são raros, mas podem ocorrer durante a gravidez causados por alterações fisiológicas (aumento do útero pode comprimir outros órgãos ou alterações hormonais)

Os sintomas de gravidez na primeira semana: evidência psicológica

Mudanças de humor podem ocorrer, mesmo que seja difícil determiná-las do ponto de vista médico. Algumas mulheres dizem que ganharam de peso rapidamente ou perderam peso. Além disso, os distúrbios do sono também são mencionados e algumas mulheres afirmam ter tido uma premonição.

Finalmente, os sinais são tão numerosos e variam tanto de uma pessoa para outra, que seria absurdo baseá-los no diagnóstico de gravidez. Especialmente porque muitas mulheres não sentem nenhum destes sintomas, porém a presença de uma ou mais destas alterações pode chamar a atenção.

Para verificar se você está mesmo grávida, corra para a farmácia ou laboratório de análise para fazer um teste de gravidez, e você vai ter a resposta. É a presença do hormônio HCG na urina ou no sangue que irão confirmar a gravidez. Mais tarde, um ultrassom permitirá que você veja seu bebê pela primeira vez.

Fonte: Dr. Chantal Guéniot – doctissimo.fr

Tradução e adaptação: Luiza Barreto


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]