[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

10 Dúvidas sobre a prisão de ventre

Por Redação Doutíssima 24/05/2013

A prisão de ventre ainda é um tabu, ou seja, poucas pessoas estão realmente dispostas a falar sobre ela, porém ela afeta 1 entre cada 5 pessoas na França. A maioria dos doentes são mulheres (80%) e os idosos. Sabendo disso, Fortissima preparou uma lista com as perguntas mais frequentes, relacionadas à prisão de ventre

 

Prisao de ventre

Intestino constirpado pode ser resultado de uma alimentação errada.

 

Perguntas mais frequentes sobre a prisão de ventre

 

1. Quando você pode dizer que você está com prisão de ventre?

 

Para os médicos, quando você vai ao banheiro menos de três vezes por semana durante um período de várias semanas ou meses.

 

 

2. Por que as mulheres são mais afetadas do que os homens?

 

A gravidez predispõe a prisão de ventre. Com efeito, a redução das contrações intestinais devido a alterações hormonais e a compressão do útero através do colo contribuir para o abrandamento do trânsito.

 

Os idosos são também frequentemente sujeitos a sofre com a prisão de ventre, porque a inatividade física e certos medicamentos podem acabar gerando o problema.

 

Porém é bom ressaltar que a prisão de ventre não poupa mesmo os bebês, incluindo mamadeira e filhos, que “segurar” para não ir ao banheiro na escola.

 

 

3. O que causa a prisão de ventre?

 

Dois mecanismos são geralmente envolvidos:

 

A “preguiça” do intestino grosso: o tubo digestivo se contrai pouco e as fezes progridem muito lentamente

 

A “secagem” das fezes: parede do colón tem entre suas funções a reabsorção da água nas fezes. Na ausência de uma hidratação regular e suficiente, a reabsorção de água no intestino grosso pode levar à formação de fezes duras, secas, tornando-as difíceis de serem removidas.

 

 

4. Quais são os fatores que contribuem para a prisão de ventre?

 

prisao de ventre

Consulte um médico no caso de uma prisão de ventre constante.

 

 

Prisão de ventre pode ser:

 

Ocasional: neste caso, é muitas vezes devido a uma mudança nos hábitos diários (viajar para o exterior, mudanças na dieta, stress).

 

Brutal: neste caso não uma causa aparente específica, por isso é necessário consultar um médico, pois pode ser um sintoma de uma doença mais grave.

 

Crônica: acontece devido a falta de um estilo de vida saudável (falta de exercício, algumas bebidas, alimentos não saudáveis ​​…). No entanto, a gravidez e certos medicamentos também podem promover uma constipação a longo prazo.

 

 

5. Quais os alimentos que devo evitar?

 

Nenhum produto precisa ser completamente evitado, mas alguns devem ser ingeridos com moderação, como os alimentos ricos em amido. Em caso de inchaço doloroso, evite alimentos que possam fermentar, como feijão, repolho ou lentilhas.

 

 

6. Quais os alimentos que promovem o trânsito intestinal?

 

prisao de ventre

Frutas e verduras são muito bons para a flora intestinal.

 

Produtos com fibras, como verduras, salada, frutas frescas ou secas, cereais ou pão. As fibras  ajudam a reter água, aumentando o volume. Elas também estimular as contrações do intestino.

 

Dica: descasque os legumes o mínimo possível, pois é na sua pele que há mais fibra, mas não caia no outro extremo de aumentar a ingestão de fibra ao extremo, pois você pode acabar com inchaço e flatulência.

 

 

7. Como prevenir a prisão de ventre na vida cotidiana?

 

Beba de 1,5 a 2 litros de líquido por dia;

 

Lute contra a inatividade, promovendo caminhadas e estimulando os exercícios abdominais;

 

Coma em horários regulares;

 

Evite refeições em qualquer lugar e tenha horário para isso;

 

Não deixe de ir ao banheiro para reduzir condições de estresse;

 

 

8. Quais são as complicações da prisão de ventre?

 

prisao de ventre

Prisão de ventre dolorosa.

 

Os mais comuns são os inchaços e dores intestinal. Devido à pressão, a constipação também pode gerar o desenvolvimento de hemorroidas. Em alguns casos, e especialmente em pessoas debilitadas e acamado, constipação pode levar a uma obstrução real do intestino.

 

Em todos os casos, um início súbito de constipação ou recente agravamento deve levar a consultar um médico.

 

 

9. O laxante pode ser usado em que condições?

 

Para usar laxante não é preciso ter prescrição médica, mas seu uso deve permanecer pontual. Existem vários tipos:

 

Laxantes osmóticos são usados para amolecer as fezes. Alguns laxantes tem o efeito de promover a produção de gases o que leva ao aumento da pressão nas paredes do intestino facilitando a eliminação das fezes.

 

Laxantes emolientes (óleo de parafina) amolecem as fezes e lubrificando o conteúdo intestinal.

 

Laxantes estimulantes atuam sobre os músculos do intestino e estimula a secreção de água e electrólitos.

 

Laxantes irritante age sobre a parede e aumenta as contrações do aparelho gastrointestinal.

 

 

10. Por que devemos evitar o uso prolongado de laxantes?

 

Os laxantes devem ser evitados porque podem causar a inflamação da parede do cólon e gerar uma dependência: o intestino já não pode funcionar corretamente sem eles.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]