[the_ad_group id="16403"]
Filhos

Confira dicas para acabar com o xixi na cama sem traumas

Por Redação Doutíssima 24/05/2013

Fazer xixi na cama é um processo relativamente comum da infância, capaz de permanecer até na adolescência. Lidar com isso exige que os pais estejam conscientes da situação e não tratem o problema como um tabu. Muitas vezes é preciso buscar ajuda para garantir noites sem lençóis molhados.

xixi na cama istock getty images doutíssima

Xixi na cama é muito frequente em crianças que estão abandonando as fraldas. Foto: iStock, Getty Images

Por que as crianças fazem xixi na cama?

O xixi na cama é muito frequente em crianças que estão aprendendo a entender as necessidades fisiológicas e ir ao banheiro em vez de depender totalmente do uso de fraldas. Sentir a bexiga cheia enquanto dormem é mais difícil do que perceber que precisam urinar ao longo do dia.

Esse amadurecimento de sensações vem com o tempo e cada criança tem sua época. Por isso, não espere que seus filhos deixem de molhar a cama exatamente na mesma faixa etária. Cada organismo tem seu próprio desenvolvimento.

Até os 5 anos o xixi na cama é considerado completamente normal. Após esse período, a situação precisa ser avaliada com cuidado e um médico poderá indicar se há necessidade de alteração na rotina dos pequenos ou até acompanhamento psicológico.

 

O termo médico para o xixi na cama fora do período considerado normal é enurese noturna. As causas, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, podem ser anomalias na capacidade de armazenamento da bexiga, distúrbios psicológicos, instruções erradas sobre o controle das necessidades, produção inadequada do hormônio diurético e alterações quanto ao despertar.

A SBP informa que as anomalias fisiológicas acabam afetando também as idas ao banheiro durante o dia, tornando mais fácil identificar quando a causa é um problema anatômico ou hormonal.

Como tratar o problema persistente?

Mesmo para os pequenos que acabam de chegar no estágio de total liberdade das fraldas, o encorajamento por parte dos pais é fundamental para que eles acordem em uma cama seca. Treinar as crianças para usar o banheiro envolve os elogios associados a cada evolução.

A punição por algo que saia da expectativa dos pais não é uma atitude positiva. O reforço sobre a necessidade de ir ao banheiro pode ser feito através de gestos simples, como iluminar completamente o caminho até o vaso sanitário e tornar o local amigável, onde a criança se sinta bem mesmo sozinha durante a noite.

O xixi na cama é uma situação que causa vergonha e constrangimento para a criança, então deve ser tratado com delicadeza. A ameaça de obrigá-la a usar fraldas caso não consiga controlar a urina enquanto dorme é totalmente desencorajada pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

É fundamental explicar para o filho que o controle do xixi é importante para que ele esteja mais alerta. O acompanhamento de um pediatra ou especialista no assunto é imprescindível pra a evolução em alguns casos. A resolução desse problema é essencial para o desenvolvimento completo da criança.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]