[the_ad_group id="16401"]
Nutrição

Estudos mostram que beber cerveja pode fazer bem para você

Por Redação Doutíssima 30/05/2013

Quando se trata de bebidas alcóolicas que fazem bem à saúde, o vinho é quase uma unanimidade. Acontece que novos estudos mostram que a cerveja também é capaz de ser benéfica – desde que consumida de forma moderada. A dica é especialmente válida para quem enfrenta doenças comuns ligadas ao envelhecimento.

cerveja

O segredo da cerveja é a moderação. Foto: iStock, Getty Images

Benefícios comprovados da cerveja

Da prevenção ao câncer ao fortalecimento dos ossos, passando pela ajuda na digestão, há uma quantidade surpreendentemente grande de resultados saudáveis ​​que vêm de beber cerveja moderadamente. Conheça alguns deles:

 

  • Torna seus ossos mais fortes

Sua mãe provavelmente lhe disse que a chave para ossos fortes é beber leite. Pois de acordo com um relatório do International Journal of Endocrinology, o consumo moderado de álcool leva ao aumento da densidade óssea em homens, mas apenas se ele for procedente de vinho tinto ou cerveja.

 

  • Ajuda em casos de inflamação

O lúpulo é um dos ingredientes mais importantes da bebida. Poucos sabem, mas ele tem sido usado ​​na medicina popular como sedativo e antibacteriano há milhares de anos. Segundo um estudo da Universidade de Ghent, ele também funciona bem por suas propriedades anti-inflamatórias.

 

  • Auxilia na prevenção do câncer

As substâncias amargas que são encontrados no lúpulo têm sido vistas como redutoras do risco de desenvolver câncer de próstata, de acordo com um estudo do Universidade Médica de Viena.

 

  • Faz seu coração mais forte

Pesquisadores italianos da Fondazione di Ricerca e Cura descobriram que beber moderadamente essa bebida reduz o potencial de doença cardíaca em 31%. O único problema é que se você beber demais a vantagem diminui. Assim, ao invés de uma maçã por dia, uma cerveja diária irá manter a saúde cardiovascular.

 

  • Previne pedras nos rins

Um estudo publicado no jornal clínico da American Society of Nephrology diz que beber cerveja é capaz de diminuir suas chances de ter pedras nos rins. Eles descobriram que as pessoas que bebiam refrigerante foram 23% mais propensas a ter cálculos renais do que aquelas que não bebem refrigerante.

Já as pessoas que bebiam cerveja ou vinho tinham entre 33% a 41% menos chance de formar pedras nos rins do que as pessoas que se abstiveram de álcool.

  • Previne a doença de Alzheimer

Pesquisadores da Universidade de Loyola descobriram que os bebedores moderados de cerveja têm 23% menos chance de desenvolver a doença de Alzheimer e demência do que aqueles que não bebem.

Consumir com cuidado e moderação

Claro que a cerveja não é boa para todos. Há vários estudos que têm mostrado que o consumo de dois ou mais copos de álcool por dia pode aumentar o risco de câncer de mama de uma mulher

Alguns peritos médicos também sugerem que os mesmos benefícios acima listados podem ser vistos através de exercício e boa dieta. Não bastasse isso, se você sofre com algum problema de saúde é válido conversar com seu médico antes de consumir bebidas alcoólicas. No fim de contas, a moderação é sempre o segredo.

E aí, quanto você costuma tomar de cerveja? Deixe o seu comentário! Lembre-se de que é importante beber com moderação.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]