[the_ad_group id="16401"]
Filhos > Saúde Mental

Como preparar seu filho para a chegada do irmãozinho

Por Redação Doutíssima 05/06/2013

102808803963532404_rHR8Nnb2-600x406

Preparar seu filho para a chegada do irmãozinho ou irmãzinha é uma atitude que necessita bastante conversa, entendimento e carinho. Se você tem um filho único, dependendo da idade dele, ele pode demorar para entender o porque vai ter que dividir o papai e a mamãe com outra criança.

Na maioria das vezes esse processo se passa tão naturalmente que começa pelo desejo do filho único de ter um irmãozinho. Muitas crianças, quando percebem que os amiguinhos tem irmãos já se sentem preparados e demostram muito interesse em ter também. Assim já fica bem mais fácil pois o bebê que esta por vir já é esperado desde antes da fabricação 😀

menino-novo-que-beija-mulher-gravida-17187091

O medo de perder a prioridade também é frequente em crianças que recebem a noticia de que vai chegar um bebê na casa.

ChegadaIrmaozinho

Veja uma relação de dicas e conselhos que podem ajudar na hora de implantar a nova rotina de uma forma agradável e aceitável para seu filho com a chegada do irmãozinho.

A chegada do irmãozinho é “uma oportunidade para a criança aprender a lidar com a competição e a rivalidade”. Com o irmão, a criança aprende a dividir as coisas, a esperar e ter paciência para ter um desejo satisfeito e também a entender e suportar a frustração. Essas experiências são fundamentais para o desenvolvimento de uma boa convivência em sociedade. Pode ser doloroso perder a condição de exclusividade de um filho único, mas é gratificante ganhar o status de primogênito, de filho mais velho. Além disso, ter um irmão possibilita que a responsabilidade de suprir as expectativas dos pais seja dividida e compartilhada.

DSC05935

Confira uma matéria interessante que encontramos e gostaríamos de compartilhar

  • Ponto de Vista

“Imagine como você se sentiria se seu marido um dia voltasse do trabalho com o anúncio de que terá uma segunda esposa: “Logo logo vou trazer a nova mulher aqui para casa, porque acho que assim você sempre vai ter companhia. Ah, e preciso que você seja uma ‘menina grande’ e me ajude a cuidar dela”.

Quando as pessoas que amamos são suficientes para nós, queremos que nós sejamos suficientes para elas também; se elas buscam ou encontram mais alguém, nos sentimos descartados e com ciúmes.

Nesse cenário todo, sua tarefa é aceitar o fato de que um menininho de 2 anos também terá sentimentos contraditórios. Claro que você pode minimizá-los investindo em carinho e atenção.

Dicas 

  • Ao voltar da maternidade, por exemplo, deixe que outra pessoa carregue o bebê para que seus braços estejam livres para abraçar o filho mais velho.
  • Peça ajuda dele para pegar fraldas ou até escolher a roupinha do bebê.
  • Cuidado para não exagerar na dose das mudanças, porque, acima de tudo, a rotina trará tranquilidade para seu filho.
  •  Mandá-lo, por exemplo, para uma creche nova poderá passar a ele a impressão de abandono.
  • O mesmo vale para o berço. Se você decidir transferi-lo do berço para uma cama bem na época do nascimento do bebê, ficará a sensação de que você tirou o lugar dele para dar ao outro filho. “

O mais importante de tudo é que o estado emocional dele esteja o melhor possível para lidar com a transição. 

“Relações sólidas com os pais e com as pessoas responsáveis por cuidar dele no dia a dia auxiliarão no período de ajuste à chegada do irmãozinho. Dessa forma, evite grandes batalhas à medida que o parto se aproximar, mesmo que isso signifique adiar o desfraldamento ou deixá-lo por um pouco mais de tempo com a mamadeira ou a chupeta. “

Será inevitável que você tenha menos tempo para o filho mais velho logo nas primeiras semanas após o nascimento, então ele precisa de um “reforço” das outras relações. Quanto mais ficar com o pai, melhor. Casa dos avós também costuma ser um ótimo refúgio longe do bebê e com olhares de amor exclusivos. 

Little brother

Preparar o seu filho para a chegada de um irmãozinho pode ser uma tarefa bem  cumprida quando se dispões do auxilio da família inteira e sobretudo muito amor!

Fonte: Brasil Baby Center


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]