[the_ad_group id="16401"]
Sintomas de Gravidez

Gravidez mês a mês: veja quais os sintomas do segundo mês

Por Redação Doutíssima 17/06/2013

A partir do momento em que descobre estar grávida, é importante que a mulher monitore sua gravidez mês a mês. Para fazê-lo da maneira correta, ela deve procurar um médico. As mudanças costumam ser visíveis e significativas já desde o segundo mês de gestação.

 

Importância de monitorar a gravidez mês a mês

Os primeiros meses de gravidez são a fase mais importante. É nela que o corpo sofre diversas alterações fisiológicas e psicológicas e os principais órgãos do seu bebê começam a se desenvolver. Por isso a gestante precisa adotar certos cuidados durante o primeiro trimestre e evitar quaisquer complicações de saúde graves.

gravidez-mes-a-mes-doutissima-istock-getty-images

Nessa fase da gravidez, o corpo sofre diversas alterações fisiológicas e psicológicas. Foto: iStock, Getty Images

Para passar por essa fase com tranquilidade, é preciso entender o desenvolvimento do feto e também os sintomas associados. Isso permite que você saiba quando algo está errado, possibilitando a busca de ajuda especializada quando necessário.

 

Consultar um médico também é positivo porque ele é capaz de indicar vitaminas e suplementos necessários para a manutenção da saúde da futura mamãe e do bebê.

 

De acordo com um estudo publicado no Journal of the American Medical Association, as taxas de sobrevivência de recém-nascidos foram significativamente melhoradas quando as mães receberam micronutrientes, como ferro e ácido fólico, combinados com suplementação precoce de alimentos durante a gravidez.

 

Mudanças do segundo mês

Na entrada do segundo mês de gravidez, o bebê vai estar desenvolvendo-se a passos largos. Seus sistemas de órgãos vitais estarão em constante crescimento. A partir dessa fase ele cresce a uma taxa média de um milímetro por dia e já começa a se mover.  Nesse estágio, o coração do bebê também começa a bater. Em outras palavras, você certamente vai perceber a gravidez em todos os sentidos.

 

Quanto aos sintomas na futura mamãe, eles são semelhantes aos do primeiro mês de gravidez. Há aumento de náuseas, fadiga e oscilações de humor em razão das alterações hormonais. O útero ficará do tamanho de uma laranja e os seios possivelmente doloridos e sensíveis – pode ocorrer ainda uma sensação de formigamento em torno dos mamilos.

 

Nessa fase é preciso também adotar mais cuidados – tanto para si quanto para o futuro bebê. Certifique-se de não beber álcool ou fumar durante a gravidez, evitando ainda todas outras substâncias tóxicas durante esse período. Verifique com o médico todos os medicamentos que você toma, garantindo que nenhum deles afete o desenvolvimento do bebê.

 

A alimentação também é fundamental nesse estágio: privilegie uma dieta saudável para você e a criança, e tome uma boa vitamina pré-natal. Os exercícios físicos são igualmente importantes. Faça atividades leves 30 minutos por dia, como ioga, caminhada ou natação – caso opte por um esporte um pouco mais intenso, antes de praticá-lo converse com seu médico para certificar-se de que é seguro.

 

Quando surgirem quaisquer dúvidas sobre a gravidez, não deixe de entrar em contato com um profissional especializado. Faça isso também caso esteja experimentando sintomas de gravidez ectópica ou aborto – como sangramento vaginal, vazamentos de fluido vaginal, tonturas, pressão reta, dor no ombro, dor pélvica grave ou cólicas, por exemplo.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]