[the_ad_group id="16401"]
Filhos

A hora certa de trocar o berço pela cama

Por Redação Doutíssima 01/07/2013

images (11)

Qual a idade certa para trocar o berço pela cama?  Em geral, essa transição ocorre quando a criança tem entre 2 e 3 anos, mas não há uma regra quanto à isso.

Quando começa a dar os primeiros passos, o bebê tem uma curiosidade ainda maior de descobrir os espaços e andar “com as próprias pernas” pela casa. Nesse momento surge, para muitos pais, uma dúvida em relação à transição do berço para a cama. O pediatra Moises Chencinski explica qual é a melhor forma de fazer essa mudança.

Quando é a hora de mudar?

Segundo o pediatra, não há uma idade definida para que isso aconteça. “O mais importante é sentir se a transição será adequada para o momento do desenvolvimento da criança”, afirma. O medo de que a grade do berço já não seja mais um obstáculo preocupa muitos pais e pode antecipar a troca do berço.  “Para sair por conta própria, é preciso que ela consiga se levantar e ficar em pé com ou sem a ajuda de apoio”, ressalta Moises.  Se o berço passa de um local adequado e de proteção para criança dormir a um obstáculo a ser transposto por ela, é chegada a hora de fazer a mudança.  O pediatra ressalta que algumas crianças têm facilidade em se adaptar e se sentem “grandes” com a mudança para a cama.  Contudo o desapego do berço pode ser difícil para alguns e, nessa hora, é preciso ter paciência com os pequenos.

download (2)

Leia também: Como tirar as fraldas do seu filho.

Para escolher uma boa caminha, os pais devem prestar atenção no seguinte: 

  • Dê preferência àquelas que possuem bordas arredondadas e sem peças pontiagudas ou que possam facilmente se soltar;
  • Veja a altura da cama: a criança deve ser capaz de subir e descer sem ajuda, e, ainda, se possível, encostar seus pés no chão quando sentada na caminha;
  • Escolha um móvel com grades laterais que vão da cabeceira até mais da metade da medida do corpo da criança, para evitar as quedas durante o sono;
  • Além destes fatores, veja se o material, como a tinta, por exemplo, é atóxica.

Modelos de camas

Existem também as camas júnior, um pouco maiores que as mini camas e, claro, as camas de solteiro. O indicado é que se mude primeiro para uma mini cama ou cama júnior  antes de finalmente chegar à cama de solteiro. Assim, a criança não estranha tanto a mudança de espaço.

images (13)

Em caso de resistência por parte da criança

Existem casos onde a criança simplesmente não aceita a mudança, por não estar preparada. Alguns pais preferem até mesmo deixar o berço montado ao mesmo tempo que a cama, para fazer essa transição a partir da vontade da própria criança. Alguns especialistas dizem que não há nada de errado em voltar a dormir no berço, até que a criança esteja pronta realmente, para tamanha autonomia. Outros dizem que pode atrapalhar no processo.

Confira as dicas sobre: Chupeta usar ou não?

Fontes: Bolsa de bebê e Vida materna.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]