[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Gengivite: conheça mais sobre um dos maiores causadores de mau hálito

Por Redação Doutíssima 04/07/2013

gengivite

A gengivite é uma doença que está presente em uma grande quantidade de pacientes espalhada por todo o mundo e isso se torna cada vez mais alarmante. Precisamos saber identificar a doença e tratá-la. Confira aqui.

gengivite-1

A gengivite, como o próprio nome já descreve, é uma inflamação da gengiva. Ela é causada por diversos fatores. De forma mais resumida, precisamos entender que quando não há uma higiene eficaz dos dentes e da boca, a placa bacteriana( membrana cheia de bactérias, alguns confundem com o tártaro, sobre o qual, falaremos ainda nesse texto), gruda na superfície dos dentes e se propaga para a região aonde se encontra a união entre o dente e a gengiva.

Saiba mais sobre higiene bucal

gengivite_02

No estágio inicial da doença, o osso e o tecido alveolar onde se fixam os dentes não são afetados, porém, quando a doença periodontal chega a esse ponto, a gengivite pode evoluir para a periodontite, uma forma mais grave da doença que compromete todos os tecidos ao redor do dente (periodonto).

gengivite-periodontite-4

Veja também: Como evitar o mau hálito

O que é então a Periodontite?

Nesses casos, a inflamação da gengiva progride e determinadas substâncias presentes na saliva fixam-se na placa bacteriana aumentando o processo inflamatório e criando condições favoráveis para a formação da bolsa periodontal, que recebeu esse nome por afastar a gengiva dos dentes e realmente criando uma espécie de bolsa, o que favorece a contaminação por bactérias e o desenvolvimento de tártaro (cálculo gengival).

tartaro

Mas de nada serviria saber tudo isso se a pessoa que possui a gengivite não souber diagnosticar e para resolver essas dúvidas, vamos enumerar as 5 principais formas de perceber a gengivite:

  1. Sangramentos na gengiva não são normais, se encontrar sangramentos ou gosto de sangue na boca, procure um dentista o mais rápido possível
  2. O mau hálito é uma questão delicada e é desconfortável para diagnosticar. Uma boa parte de pessoas que tem mau hálito não sabem que tem, somente pelas pessoas que o cercam. Então é importante fazer testes no seu dentista que possui tanto testes naturais como aparelhos capazes de avaliar se há ou não presença de mau hálito
  3. Sensibilidades ao gelado ou quente ou até mesmo ao vento ( respirar, falar,…) já indicam uma doença mais avançada e com isso já necessitam de tratamento imediato
  4. É bem típico a presença de vermelhidão ou de inchaços nas regiões atingidas pela gengivite
  5. Menos perceptível mas não menos importante é a alteração no paladar, mudando a sensação do gosto

gengivite-3

A gengivite é difícil de ser tratada e requer tanto tratamento direto por parte do dentista quanto tratamento indireto por parte do paciente na utilização de medicamentos e melhorias nos hábitos de higiene bucal. Não ter a doença é evitar: Dor, gasto de dinheiro e perda de tempo para comprar medicamentos, então: vá ao dentista regularmente e tenha bons hábitos alimentares e de higiene bucal.


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]