[the_ad_group id="16401"]
Especialidades > Guia dos Dentes

Tenho diabetes: O que preciso saber quando vou ao dentista?

Por Redação Doutíssima 04/07/2013

diabetes-3

A diabetes mellitus e a periodontite são doenças de alta prevalência na população mundial e a inter-relação entre ambas representa um exemplo clássico de como uma doença sistêmica pode predispor a uma infecção oral e de como esta pode exacerbar uma condição sistêmica.

Tire suas dúvidas e compartilhe experiências no nosso espaço Saúde em nosso fórum de discussões.

A diabetes mellitus é uma síndrome resultante de uma mistura de fatores hereditários e ambientais.

diabetes-2

O que causa a Diabetes?

  • Secreção anormal de insulina
  • Níveis de glicose sanguínea inapropriadamente elevados
  • Variada complicação de órgãos terminais, como: nefropatia, neuropatia, retinopatia e aterosclerose acelerada.

veja também: clareamento a laser, uma opção também para os diabéticos.

Um fator muito importante nesses casos de tratamento odontológico em pacientes com diabetes mellitus é o acompanhamento com o Professional responsável pelo tratamento da diabetes e uma boa comunicação entre o dentista e o Diabetólogo.

medico

Fortes evidências demonstram que a diabetes é um fator de risco para a ocorrência e severidade da doença periodontal e que o nível do controle glicêmico parece ser importante nesta relação. Paralelamente, a doença periodontal pode ter um impacto significativo sobre a diabetes, contribuindo para agravar o controle glicêmico.

gengivite-periodontite-4

Aprenda mais sobre gengivite e periodontite e meu hálito

Se o paciente estiver com a diabetes não devidamente controlada e se encaminhar para tratamento odontológico, poderá ter as seguintes complicações:

  • Maior susceptibilidade a infecções
  • Perda precoce de elementos dentários
  • Dificuldade de adaptação de próteses parciais removíveis ou totais
  • Maior predisposição a problemas gengivais e periodontais

Finalizo dizendo que é extremamente possível tratar pacientes em variados níveis de comprometimento por diabetes mellitus e para tal é de fundamental importância que:

  •  O paciente esteja com acompanhamento médico em dia devidamente medicado, se necessário
  • Informe ao dentista sua Diabetes e medicações que está usando no momento, bem como nome e telefone de médico responsável pelo tratamento

Todas essas dicas precisam ser reforçadas em casos de pacientes que precisam de tratamentos odontológicos mais complexos como:

  • Cirurgias que precisem de anestesia, levem ponto e tenham pós-operatório como de exodontias(arrancar dentes)
  • Pacientes com problemas periodontais ou gengivais de médios para grave com presença de bolsas periodontais profundas
  • Pacientes que fazem uso de aparelho ortodôntico e não possuem uma saúde bucal dentro dos índices de normalidade
  • Tratamentos de canal ou procedimentos que precisem de utilização de anestesia( mesmo que essa anestesia seja própria para pacientes com necessidades de ausência de catalisador)

Saiba mais:  sobre um sorriso saudável

assinatura_DR_DIEGO-LINS4


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]