[the_ad_group id="16401"]
Primeiros Socorros > Saúde

Saiba o que fazer contra picadas de insetos

Por Redação Doutíssima 10/07/2013

As picadas de insetos são bastante comuns principalmente no verão. As picadas de insetos geralmente desencadeiam apenas um desconforto como dor ou coceira, mas dependendo da pessoa também pode levar a reações alérgicas.

 

Picada de abelha

picada de abelha

As picadas de abelha são relativamente comuns em adultos e crianças. A picada se dá pela introdução do ferrão na pele. A área da lesão geralmente fica avermelhada, inchada e um pouco quente. É importante verificar se o ferrão foi extraído no momento da picada. Caso ele ainda esteja presente, é necessário uma raspagem no local para sua retirada. Jamais tente remover com uma pinça, pois isto pode fazer com que mais veneno seja espalhado pelo local. A dor e o local podem ser tratados com analgésicos e pomadas receitados pelo médico.

Fique atento se a pessoa apresentar sintomas de uma reação alérgica como: dificuldade para respirar, coceira pelo corpo, febre alta, calafrios e dor de cabeça. Procure um hospital imediatamente.

Veja também: Como saber se você tem alergia?

Picada de carrapato

picada carrapato

A picada deste inseto pode transmitir a febre maculosa, uma doença potencialmente perigosa. É importante a remoção do carrapato o mais cedo possível para diminuir as chances de contaminação. Tenha cuidado ao remover o carrapato com uma pinça, pois ao apertar o inseto, ele pode liberar micro-organismos através da sua saliva.

 

Picada de formiga

picada de formiga

Este inseto não costuma causar maiores reações do que vermelhidão, dor e coceira. Você pode aplicar uma compressa fria para acalmar a pele.

 

Picada de vespa/marimbondo

picada de vespa

Os cuidados devem ser semelhantes ao da picada de abelha, exceto pelo fato de que esses animais não deixam o ferrão na pele quando picam.

Leia também: Conheça alguns repelentes naturais contra insetos

 

Picada de pernilongo ou borrachudo

picada de pernilongo

Estes insetos costumam picar mais durante a noite e atormentam nossas noites de sono com um zumbido característico. Sua picada geralmente causa uma coceira intensa e uma dor na hora da picada. É importante não coçar e lavar bem a área com água e sabão.

Não deixe de conferir: Dengue, cuidado o ano inteiro! 

 

Fonte: Viva Saúde


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]