[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Fusão de dentes: como tratar

Por Redação Doutíssima 08/08/2013

fusao-3

“Mesmo para profissionais experientes, o tratamento de dentes portadores de alterações em sua morfologia representa um desafio, sendo que em muitos casos a única alternativa terapêutica é a extração”. Iniciei essa nossa conversa com esse texto que é de um grande pesquisador dentro da área odontológica. Mas precisamos entender que a odontologia mudou bastante e muitos casos já podem ser resolvidos sem a exodontia, um deles é a Fusão dentária.

fusao-5

A Fusão, ao contrário da geminação, se dá pela união de dois germes dentários, podendo ser completa ou incompleta dependendo do estágio do desenvolvimento dental no momento em que ela ocorre.

fusao-4

Quais as características desses dentes?

– O dente fusionado apresenta-se como uma única estrutura dental grande e parece ter tendência hereditária.

– Algumas vezes, pode-se observar duas câmaras pulpares (o local aonde o nervo fica inserido) e condutos radiculares independentes.

– A dentina é compartilhada entre as duas coroas de dentes.

– Não existe esmalte e cemento entre as dentinas no local da união.

– Quando a união se dá por dois germes ( o que forma o dente) da dentição permanente ou decídua (de leite), o paciente aparenta ter perdido um dente.

– Normalmente acontece com dentes anteriores (dentes da frente).

fusao-2

Porém, nos casos em que a união se dá com um germe de um dente supranumerário (dente a mais, que não deveria existir e não tem função na boca), o número de dentes não é afetado.

Como diferenciar Fusão de Geminação?

Isso é uma grande complexidade até mesmo para os dentistas mas de maneira bem simples podemos dizer que:

– A geminação apresenta um único conduto radicular e duas câmaras pulpares e na fusão observa-se dois condutos e duas raízes. Vamos falar ainda mais sobre Geminação na próxima conversa de hoje.

fusao-1

Dentes que apresentam alterações no tamanho devem receber atenção especial por parte do dentista com a finalidade de evitar complicações nos mais variados procedimentos que mexem com a área perto da inervação (polpa).


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]