lombalgia

Você tem dores na costas? A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 80% da população mundial tem, teve ou terá este tipo de queixa de dor.

A Lombalgia nada mais é que a famosa dor nas costas, neste caso na região lombar que é a parte mais baixa da coluna vertebral situada próxima ao quadril composta pelas vértebras L1- L5 costumeiramente é a região mais acometida por queixas de dores pois é onde se sustenta a maior parte do peso corporal estando sujeitas a maiores tensões que outras regiões da coluna.

Este tipo de dor pode ser acompanhado de irradiação ou dormência para as pernas e glúteos.

 

As principais causas:

• Maus hábitos posturais

• Posição errada para agachar

• Hérnias de disco

• Escorregamento de Vértebras

• Processos degenerativos (artrose)

• Excesso de peso

• Esforços repetitivos

Uma dica valiosa é retirar a carteira do bolso de trás para sentar, para evitar desequilíbrios e compensações musculares na região.

 

Sintomas:

• Contratura em região afetada

• Dificuldade na manutenção postural em pé, sentado ou deitado por longos períodos

 

Nos casos agudos é recomendado o repouso em posição fetal, com o apoio de um travesseiro entre os joelhos para um melhor posicionamento evitando a rotação do tronco. Pode também serem aplicadas compressas quentes para alivio da tensão na região.

Conforme evolução do quadro clínico e diminuição da dor já podem ser realizados alongamentos conforme limitação do indivíduo, manipulações, uso de correntes analgésicas como TENS (neuroestimulação elétrica transcutânea). Pode também ser executada a série de williams que visam o fortalecimento e alongamento da região toracolombar

1- Deitado apoie as costas sobre uma superfície dura, e com os joelhos dobrados, encolha a barriga e contraia as nádegas. Permanecendo por 5 segundos e relaxe. Podendo ser repetidos de 8 – 12 vezes

Clique na imagem para ampliar

1

2- Deitado na posição inicial como no primeiro exercício, contraia os músculos abdominais, com os braços cruzados sobre o peito, levantando a cabeça e leve o queixo em direção ao peito. Mantenha-se nessa posição durante 5 segundos. Relaxe. Repita esse exercícios 10 vezes.

Clique na imagem para ampliar

2

 

3- Deitado na posição inicial, levante um joelho em direção ao tórax. Ao mesmo tempo, levante a cabeça e os ombros do chão como no exercício 2. Mantenha esta posição durante 5 segundos. Relaxe. Repita o processo do outro lado. Execute esse exercícios 10 vezes.

Clique na imagem para ampliar

3

 

4- Na posição inicial, puxe os dois joelhos em direção ao tórax e, ao mesmo tempo, levante a cabeça e o ombro do chão. Mantenha esta posição durante 5 segundos. Relaxe. Repita esse exercícios 10 vezes.

Clique na imagem para ampliar

4

O ideal é que se crie o hábito para realização destes exercícios que precisam de repetições para um efeito melhor, sendo sugerido que se faça ao acordar na própria cama desde que não seja uma colchão muito macio.