[the_ad_group id="16401"]
Saúde Mental

Conheça 8 motivos que levam ao endividamento e evite a crise

Por Redação Doutíssima 06/12/2013

Endividamento já é um motivo de crise pessoal. Quando a situação econômica fica complicada no País inteiro, os endividados têm uma preocupação ainda maior. Conhecer o que leva a gastar mais do que se tem e evitar esses hábitos ajuda a garantir um futuro financeiro mais seguro para toda a família.

Consumismo traz dívidas

Segundo a psicóloga Caroline Bohn, desde a década de 1970 o fenômeno do consumo já é uma questão social. As mercadorias não são adquiridas somente pela necessidade ou pelo desejo de tê-las, mas também pelo valor de identidade, pertencimento e reconhecimento social que contém.

endividamento istock getty images doutíssima mulher com cartões de crédito

Contrair novas dívidas sem quitar antigas é o mais prejudicial para o endividamento. Foto: iStock, Getty Images

“Assim, o consumo está intimamente ligado com relações sociais, é uma questão de status de inclusão”, comenta a psicóloga. O resultado é que para sentirem-se incluídas na sociedade ou em determinados grupos, as pessoas gastam o que não têm e acabam entrando para a estatística do endividamento.

8 razões que levam ao endividamento

Separamos para você razões que contribuem para o endividamento. Preste atenção e fuja delas:

 

1. Abuso do crédito

 

Uma medida que deveria ser apenas para emergências ou produtos de alto valor, o cartão de crédito é usado livremente. Além de estar lidando com um montante que ainda não possui, a pessoa que usa muito o cartão de crédito não vê o dinheiro saindo e perde a noção dos seus gastos.

 

2. Influência da mídia

 

A psicóloga comenta que a publicidade vende produtos aliando-os aos conceitos de felicidade e satisfação, uma técnica convincente para que os produtos saiam rapidinho das prateleiras.

 

3. Não conhecer seus gastos fixos

 

Algumas contas são mensais e de primeira necessidade: água, luz, telefone, internet, transporte e supermercado. Não saber o quanto esses gastos representam na sua renda é ficar um passo mais perto do endividamento.

 

4. Oferta

 

A sociedade permeada pelo consumo tem uma enorme oferta de produtos para diversos fins. E a mídia pode convencer de que você precisa daquele determinado objeto.

 

5. Não avaliar a real necessidade dos gastos

 

Aquele objeto, roupa ou calçado que você quer comprar é realmente necessário ou será apenas mais uma válvula de escape do seu dinheiro? Antes de fazer qualquer gasto, é interessante questionar-se se vale a pena.

 

6. Falta de noção da realidade

 

Você certamente conhece alguém que consome quantidades ou produtos fora da realidade financeira dela. Esse é um enorme reflexo da ligação direta que se pode fazer entre o ter e o ser.

 

7. Falta de planejamento

 

Associada ao uso do cartão de crédito, não se programar para o futuro leva ao endividamento. Não ter reservas, não prever certos gastos altos e, mais, não gastar de acordo com a situação financeira atual são hábito extremamente prejudiciais.

 

8. Contrair novas dívidas sem quitar antigas

 

De todos os hábitos, talvez esse seja o mais prejudicial para o aumento do endividamento.

 

Reflita se algum dos itens faz parte do seu comportamento e procure combatê-los antes que a situação fique (mais) crítica. Valorize o seu trabalho e o seu salário, não troque sua tranquilidade financeira por objetos que você não precisa.  

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]