[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Dentes desvitalizados: por que acontece e quais são os riscos?

Por Redação Doutíssima 06/12/2013

dentista

O que é a desvitalização dos dentes / tratamento de canal / endodontia?

No centro do dente está a polpa, a parte viva do dente. Ela é formada por tecido conjuntivo frouxo ricamente vascularizado e inervado. Junto com a dentina ela forma uma estrutura integrada denominada complexo dentino-pulpar, que tem origem embriológica na papila dentária.

Mas ela pode inflamar, se infectar e acabar gangrenando. E ainda há o risco de que esta infecção se propague para outras partes do corpo, via circulação sanguínea.

Por isso, é importante não deixar que a infecção se instale.

 

Como um dente se desvitaliza?

Um tratamento de canal ou endodôntico no interior do dente pode resolver.

No caso deste tipo de infecção, o dentista, por vezes, decide remover o dente: a alvéola onde ele está vai ser limpa e desenfectada, para poder receber um implante dentário.

Mas em inúmeros casos, é possível de conservar o dente. Para isso, o procedimento de desvitalização do dente é utilizado:

O tecido infectado é retirado do interior do dente desinfectado. O espaço vazio deixado pela polpa extraída é, em seguida, preenchido por um material inerte e anti-séptico.

O dente continuará presente, mas torna-se completamente insensível.

 

Em quais casos o dente pode ser desvitalizado?

As cáries profundas são uma causa frequente de desvitalização. Na verdade, depois de ter atacado o esmalte e a dentina, a cárie pode contaminar a terceira camada do dente: a polpa. Ela pode até mesmo levar à necrose parcial ou completa dos canais que estão no interior do dente: é o que provoca a dor de dente.

Mas um dente também pode ser desvitalizado após um trauma (acidente, queda…). Se o dente se quebra na metade, a parte viva é fica exposta e corre risco de se infectar.

 

Quais os cuidados após uma desvitalização?

A desvitalização de um dente pode ser seguida pela colocação de uma coroa. Um tipo de prótese dentária é fixada sobre o dente original.

Na verdade, um dente desvitalizado não é mais alimentado nem mantido pelo organismo. Sem a polpa, o dente está morto, portanto fragilizado e pode se quebrar muito facilmente. Com o tempo, pode acontecer que ele mude de cor e torne-se mais escuro. Colocar uma coroa protege e fortalece o dente.

Além desta possibilidade, um dente desvitalizado não demanda muitos cuidados específicos.

Claro, a higiene bucal deve continuar impecável. Pois a desvitalização é a consequência de uma fragilidade do dente, causada, talvez, por negligência da higiene. O resto da dentição merece uma atenção especial: escove ao menos três minutos duas vezes por dia, passe fio dental e consulte seu dentista com frequência.

 

Os dentes desvitalizados são perigosos?

A desvitalização, se for bem feita, não causa problemas particulares. Se ela for feita de maneira incompleta, porém, e que os canais não foram perfeitamente obturados, pode ser que uma nova infecção apareça.

Seu dentista deverá então remover o foco infeccioso através de um segundo tratamento ou até mesmo extrair o dente.

Ainda não leu?

 

7 alimentos para clarear seus dentes

Os segredos por trás da pasta dental clareadora

O retorno da faceta de ouro à moda

Como potencializar o clareamento dental

TOP 10: dicas de beleza e segredos das famosas

Aprenda a fazer um clareamento dental natural

Como deixar os dentes brancos: 4 dicas naturais para ter dentes mais brancos


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]