[the_ad_group id="16401"]
Filhos > Relato de mãe

Relato de mãe: lidando com um bebê prematuro

Por Redação Doutíssima 06/12/2013

cuidados-médicos-grávida

Com 8 meses de gestação, a ultrassonografista identificou que eu estava com Oligohidrâmnio severo (baixa quantidade de líquido amniótico).

Quando o médico me informou que teria que induzir meu parto prematuro, eu não fazia ideia do que era cuidar de um prematuro. Já tinha experiência cuidando de outros bebês, mas nada comparado aos cuidados que se dá à um prematuro.

 

Minha experiência com meu bebê prematuro

Minha filha nasceu às 34 semanas de gestação, com 1.96kg.

Nasceu saudável e respirando sozinha, porém como ainda prematura, teve que ficar no hospital para que aprendesse a mamar. Bebês aprendem a sugar durante a 34º semana de gestação, logo, na primeira semana em que nasceu, era alimentada por uma sonda no nariz.

Minha bebê tomava uma seringa de leite por mamada e ainda assim tinha vezes que vomitava. Na segunda semana de vida, ela começou a aprender a mamar no peito e mamadeira.

Os dias em que minha filha ficou no hospital foram bem instáveis, havia dias de alta, em que minha bebê havia ganhado peso, ou não havia vomitado, ou havia melhorado da icterícia; e os dias de baixa, quando ela perdia peso, ou quando tinham que diminuir a quantidade das mamadas ou quando voltava para a fototerapia.

1474722_10202708391496729_1471980861_n

Sem contar na quantidade de exames de sangue pelos quais ela era submetida todos os dias e a minha aflição em assistir a enfermeira apertar o pezinho dela para sair mais sangue!

 

Saindo do hospital

Depois de pouco mais de duas semanas internada, minha filha recebeu alta do hospital, com 2 kg. Então começou uma nova etapa da minha vida…os cuidados com meu bebê prematuro.

Antes de cada mamada, tirava a temperatura dela. Se a temperatura estava um pouco elevada tirava um cobertor, se estava um pouco abaixo colocava uma outra coberta. A maioria dos prematuros não controlam muito bem a temperatura corporal.

Meu marido e eu fizemos uma tabela onde controlávamos a quantidade que ela mamou, vômitos, fraldas molhadas e sujas e temperatura. Com muita dedicação e amor, em pouco tempo minha filha ganhou peso, perdeu o tamanho de prematura e se equiparou com o tamanho dos bebês da mesma idade.

931269_10201304351596609_1183553905_n

Bianca Bianchi

É a mãe 48h por dia da encantadora Nicole. Entre uma brincadeira e outro, um sorriso ou um choro, ela encontra tempo para escrever suas experiências no Doutíssima. Afinal, essa vida de mãe é mesmo padecer num paraíso!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]