[the_ad_group id="16401"]
Gestante

Contrações: como saber se são reais ou falsas?

Por Redação Doutíssima 09/12/2013

IMG-78-300x199

Como é ter uma contração? Como você sabe se está entrando em trabalho de parto? É natural preocupar-se com as primeiras contrações, principalmente se for sua primeira gravidez. Nós conversamos com dois especialistas para descobrir tudo o que você precisa saber sobre contrações.

Braxton Hicks: contrações durante a gravidez

Existem dois tipos de contração: as contrações “reais”, que indicam que você está em trabalho de parto, e aquelas que você sente durante a gravidez, chamadas de Braxton Hicks. Estas últimas são completamente normais, desde que não sejam muito próximas ou muito dolorosas. “O útero é um músculo, portanto, quando estimulado, ele contrai”, explica Françoise Damageux, parteira da maternidade do Poissy-Saint-Germain Hospital. As fibras dessa estrutura muscular são cruzadas e dispostas em três camadas, o que significa que podem exercer o impulso necessário para você dar à luz. Você pode ter contrações bem antes de sentir as primeiras pontadas do trabalho de parto, em geral a partir dos quatro meses. Mas como é ter uma contração? Se você colocar suas mãos sobre o abdome, poderá sentir seu útero endurecer quando os músculos ficam tensos e voltar ao normal quando eles relaxam. Tudo isso dura apenas alguns minutos. Você pode ter dificuldade de respirar durante a contração. “Essas pequenas contrações são reais, já que os músculos uterinos ficam tensos, e você pode ter 10 ou 15 delas por dia durante o último trimestre” diz o Professor Deruelle, obstetra do Hospital Universitário de Lille. Durante a gravidez, as contrações não são dolorosas e não seguem um padrão regular. Elas não têm nenhum efeito sobre o colo do útero. “Na verdade”, explica Françoise Damageux, “o útero pode ser estimulado pela distensão uterina”. Isso significa que no fim do dia, quando você está cansada, seu útero pode estar sob mais tensão, o que resulta em falsas contrações. Outras vezes elas surgem quando você fica de pé por muito tempo, muda de posição (em pé para sentada, por exemplo), faz esforço físico ou percorre longos trajetos de carro ou transporte público; provavelmente são contrações Braxton Hicks. “Você também pode sentir contrações se tiver infecção urinária ou depois de um exame do líquido amniótico (amniocentese)”, explica a parteira.

6748888511_a5639b93f5_b

Contrações reais: quando você entra em trabalho de parto

As contrações são uma das maiores preocupações das gestantes, principalmente se for a primeira vez. Os especialistas enfatizam que “as contrações do trabalho de parto são muito diferentes daquelas que você sente durante a gravidez”. O Professor Deruelle diz que “as contrações reais são regulares e vêm e vão em ondas, de modo que você tem momentos de alívio entre elas”. Françoise Deruelle acrescenta que “elas ficam mais intensas e mais frequentes e não desaparecem quando você descansa”. Elas também ficam cada vez mais dolorosas. “As contrações que indicam que você está entrando em trabalho de parto são acompanhadas da sensação de que o bebê está se movendo para baixo em sua pelve, e você também perderá seu tampão de muco”, explica o Professor Deruelle. “Outro sinal de que você está entrando em trabalho de parto é o rompimento da bolsa”, acrescenta a parteira. Quando o útero se contrai no início do trabalho de parto, o colo começa a se dilatar e o bebê é empurrado para baixo, em preparação para o nascimento. Então, o que a gente sente? Cada mulher sente de uma maneira ligeiramente diferente, mas em geral as contrações são descritas como espasmos, cãibras, dor de estômago e dor semelhante à cólica menstrual. As sensações podem irradiar-se para as coxas e você também pode ter dor nas costas. “As contrações são dolorosas, mas não da mesma forma para todo mundo”, diz Françoise Damageux. “Além disso, nós não toleramos a dor da mesma maneira”, acrescenta ela. Se a dor ficar muito forte, você não deve ter receito de pedir uma anestesia epidural.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]