[the_ad_group id="16401"]
Gestante

Conheça todos os cuidados pós-parto e prepare-se para este momento

Por Redação Doutíssima 23/12/2013

O pós-parto ou resguardo dura de 6 a 8 semanas, é o período entre o nascimento do bebê e o retorno da menstruação. Nesse período, o corpo da mulher passa por inúmeras e rápidas modificações. Te ajudamos a saber todos os cuidados que você deve ter durante o pós-parto.

junge mama macht gemeinsam mit ihrem baby fitness und yoga uebun

 

Sua alimentação: A mulher pode se alimentar normalmente após o parto normal, mesmo se foi usada a anestesia local. Se foi empregada a analgesia (raqui ou peridural), é preciso esperar algumas horas até o término de seus efeitos. Os primeiros alimentos, devem ser de fácil digestão, de preferência líquidos. Nos dias seguintes, a nova mãe pode fazer uma dieta equilibrada que forneça em torno de 2500 calorias/dia. A alimentação equilibrada é fundamental para a manutenção de um bom estado nutricional, para o retorno do peso e contorno corporal, para um bom funcionamento intestinal e uma adequada produção de leite. Consuma mais proteínas, ferro e fibras vegetais. Prefira alimentos como carnes magras, peixes, leite e lácteos, feijão, frutas, legumes, verduras e beba muitos líquidos.

 

Sua higiene pessoal: Quando você se sentir segura, poderá tomar banho e lavar os cabelos. Os banhos diários são normais. Não é preciso ter cuidados especiais para as mamas das mulheres que amamentam. Você vai precisar de absorvente pós-parto. Após o parto a mulher elimina o lóquio. A principio, é uma secreção sanguinolenta, após 10 dias torna-se amarelada, diminui a quantidade e desaparece entre 6 a 8 semanas. Não deve ter cheiro desagradável. Absorventes internos podem ser utilizados assim que a região genital cicatrizar, ao redor de 2 semanas após o parto normal, ou 3 semanas após o parto com episiotomia.

 

Suas roupas: Você deve optar por peças leves e confortáveis. Seu melhor amigo será o sutiã. O sustento que essa peça dá aos seios ajuda à prevenir a flacidez e o surgimento de estrias.O uso das cintas é opcional. Há controvérsias sobre sua eficácia, mas ela não apresenta contra-indicações. Contudo, evite o desconforto pelo uso de cintas excessivamente apertadas.

 

Se você fez episiotomia: A episiotomia, corte realizado na região genital com o objetivo de ampliar a passagem para o bebê, é costurado imediatamente após o parto. Seus pontos vão cair espontaneamente. Geralmente, não são necessários curativos locais ou outros cuidados além da higiene. Se você tiver um grande desconforto após o parto, você pode colocar uma bolsa de gelo sobre o local.

Sentir dores: Para evitar o excesso de sangramento, o útero continua a se contrair após o parto. Na maioria das vezes, estas contrações são indolores, mas para algumas mulheres elas se tornam dores como cólicas, que podem ser especialmente intensas durante a amamentação. As dores abdominais originadas da operação cesariana ou as dores da episiotomia devem diminuir dia após dia. Seu obstetra pode te ajudar prescrevendo analgésicos contra essas dores.

 

Seus hábitos: Não fume ou utilize drogas ilícitas, principalmente se estiver amamentando. Procure organizar uma rotina, dividindo tarefas que não dependam essencialmente de sua presença, para poder se dedicar mais ao seu bebê.

 

Necessidades fisiológicas: Você terá vontade de urinar em até 8 horas. Normalmente você não sentirá dores, e nos primeiros dias o volume de urina será maior devido à eliminação da água retida pelo organismo durante a gravidez. Existe uma tendência à constipação intestinal logo após o parto. A evacuação também fica prejudicada pelo receio de dor na região anal, por isso a primeira evacuação após o parto pode demorar alguns dias, principalmente se foi realizada a lavagem intestinal antes do parto. Eventualmente remédios laxativos podem ser receitados. Com o parto normal, podem aparecer ou se agravarem as hemorroidas, necessitando de cuidados específicos.

 

Uso de medicamentos: Durante o pós-parto a mulher só pode utilizar medicamentos receitados pelo obstetra. A mãe que amamenta deve ter cuidados redobrados, pois vários remédios passam para o leite e podem prejudicar o bebê.

 

Relações sexuais: Você poderá voltar a ter relações sexuais assim que ocorrer a cicatrização das regiões traumatizadas, dependendo do seu tipo de parto. Contudo, nas primeiras relações, a penetração deve ser mais cuidadosa, pois o revestimento da vagina está mais fino e menos lubrificado.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]