[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Conheça os 4 hormônios do ciclo menstrual

Por Redação Doutíssima 28/12/2013

O ciclo menstrual é o termo científico usado para nomear as alterações fisiológicas que acontecem no corpo das mulheres férteis, responsáveis pela reprodução sexual e fecundação. Regulado pelo sistema endócrino, ele é essencial para a reprodução. Podemos dividi-lo em três fases: a fase folicular, a ovulação e a fase luteínica – apesar de algumas fontes refiram um outro conjunto de fases: a menstruação, a fase proliferativa e a fase secretora. O ciclo menstrual é contado a partir do primeiro dia de menstruação. A contracepção hormonal interfere no ciclo hormonal natural, impedindo a reprodução.

ciclo menstrual

Durante o ciclo menstrual, o corpo da mulher fabrica quatro hormônios responsáveis pela maturação dos folículos e preparação do endométrio para que haja o implante de um embrião. Quando uma mulher toma anticoncepcional, quando está grávida ou quando possui alguma deficiência hormonal (resultando em problemas de fertilidade, que podem ser resolvidos a partir da reposição artificial dessa substância), ela não produz nenhum desses componentes.

 

Ciclo menstrual

O ciclo tem início no primeiro dia da menstruação. Enquanto o endométrio descama, o hormônio FSH (folículo estimulante), produzido pela hipófise, vai começar a ser secretado, permitindo assim o desenvolvimento dos folículos ovarianos.

Por volta do sétimo dia do ciclo, o FSH diminui e alguns folículos param de crescer e morrem – por causa da carência desse hormônio. Geralmente, somente um sobrevive e consegue se desenvolver, dando início ao processo de ovulação. Durante seu crescimento, o folículo ovariano fabrica cada vez mais o segundo hormônio encontrado no ciclo: o estradiol. Esse hormônio, entre outras coisas, é responsável pelo aumento da espessura do endométrio, preparando-o assim para acolher um possível embrião.

Quando a quantidade de estradiol chega ao máximo, a liberação de uma grande quantidade do hormônio LH (luteinizante) ocorre, também pela hipófise. Algumas horas depois, a ovulação se inicia. Assim que essa etapa termina, o folículo se modifica, transformando-se no chamado corpo lúteo e passando a produzir, além do estradiol, a progesterona – hormônio responsável pela preparação do endométrio, que permite o implante do embrião. Caso a fecundação não acontecer, a progesterona e o estradiol param de ser fabricados, recomeçando-se assim o ciclo menstrual.

 

Hormônios masculinos

De acordo com Jorge Haddad Filho, urologista do Grupo da Reprodução Humana da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o corpo do homem também produz o FSH, que tem como papel estimular as células dos testículos para que elas produzam elementos necessários para a maturação e crescimento dos espermatozoides.

Nos homens, o LH estimula outras células testiculares, que produzem o hormônio masculino (testosterona), responsável pela maturação e crescimento dos espermatozoides, determinando também as características sexuais masculinas.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]