[the_ad_group id="16401"]
Nutrição

Confira os benefícios da castanha para a saúde

Por Redação Doutíssima 30/12/2013

castanha é um alimento de porções bastante pequenas, mas que pode fazer muito bem à saúde. Disponível em diversas variedades, é importante não exagerar na hora de consumir. Do contrário, seus benefícios podem se transformar em desvantagens.

Castanha

Castanhas fazem bem, mas devem ser consumidas com moderação. Foto: iStock, Getty Images

Benefícios da castanha

Segundo o Guia Alimentar Para População Brasileira, do Ministério da Saúde, a castanha pertence a um grupo de alimentos que são ricos em minerais, vitaminas, fibras e gorduras saudáveis (gorduras insaturadas) e, como frutas, legumes e verduras, ela contém compostos antioxidantes que previnem várias doenças.

Por serem ricas em proteínas e gorduras saudáveis, as castanhas colaboram na circulação do sangue e podem prevenir o surgimento de problemas que envolvam o coração. Porém, quando tanto açúcar quanto sal são adicionados, o alimento passa a ser processado e seu consumo requer moderação.

Para a saúde do homem, uma das melhores opções é a castanha-do-pará. O alimento é rico em selênio, um mineral que pode ajudar a prevenir o câncer de próstata. Mas é importante ressaltar que ela contém a dose diária recomendada desse nutriente.

Ou seja, sem exageros. Outra vantagem do selênio é que ele é uma substância antioxidante e que pode ajudar a combater uma inflamação na tireóide, por exemplo.

Castanhas na dieta

De modo geral, as castanhas são calóricas, mas apenas vão prejudicar a saúde ou engordar se consumidas em quantidades grandes. Pequenas porções fazem bem e são indicadas para lanches. Para adicionar na dieta, o recomendado são cerca de 15 unidades de castanha de caju. Opte pela versão crua ou assada.

 

 

A castanha faz parte das oleaginosas, um grupo de alimentos que também é composto por nozes, amêndoas, amendoins, pistaches, avelãs e outros vegetais. São alimentos que contêm óleos e gorduras saudáveis.

Esses vegetais são ótimos para a dieta. Como devem ser consumidos em pequenas quantidades, o segredo é comer junto a alguma frutaA quantidade exagerada desses alimentos pode acabar engordando.

A castanha-do-pará, por exemplo, se consumida em uma quantidade superior a 1dez unidades por dia, pode causar intoxicação, devido à alta quantidade de selênio na sua composição. Os sintomas podem variar de unhas quebradiças, queda e cabelo e até fadiga.

E aí, o que achou do artigo? Aproveite e compartilhe!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]