[the_ad_group id="16403"]
Clínica Geral

Conheça os sintomas do HIV. Os primeiros sintomas são iguais aos de uma gripe

Por Redação Doutíssima 15/01/2014

Os primeiros sintomas do HIV são tão discretos que podem nos fazer acreditar que se trata de um mal-estar passageiro ou até mesmo de um resfriado.

Entre os principais sintomas estão a febre constante, dores de cabeça e dores musculares. A AIDS é uma doença grave, porém, felizmente, hoje em dia o portador do HIV não é sentenciado à morte.

Ainda não descobrimos sua cura, mas um coquetel de remédios auxilia no controle da doença. Saiba como nosso organismo reage ao vírus HIV e quais são os cuidados indicados para evitar fugir desta doença.

HIV

Conheça os sintomas do HIV

Podemos confundir os primeiros sintomas com uma virose, pois além de febre, dores de cabeça e musculares, pode haver ocorrência de manchas na pele, calafrios, ínguas e dores de garganta. Este mal-estar começa na segunda semana em que a pessoa foi contagiada pelo vírus, mas o organismo de cada portador da doença varia de acordo com o estado de saúde do mesmo. A ocorrência das doenças oportunistas (como a tuberculose, a meningite, a pneumonia e a candidíase, entre outras) é comum em estágios mais avançados.

Sintomas do HIV : Diagnóstico e transmissão

O teste para detectar o vírus é feito através de um exame sanguíneo chamado Elisa. Na maioria dos casos, o vírus é possivelmente detectável a partir da terceira semana após seu contágio. Entre as formas de contágio, as mais recorrentes são através de relações sexuais sem preservativo, compartilhamento de seringas, reutilização de objetos cortantes ou perfurantes sem esterilização, e de transfusões de sangue. Muita gente ignora esta informação, mas é importantíssimo saber que é possível contrair Aids através do sexo oral – estudos mostram que a probabilidade é de aproximadamente 0,04%. Mulheres grávidas também podem transmitir o vírus ao bebê durante a gestação ou parto, daí a importância de realizar o teste antes de engravidar. O HIV não pode ser transmitido através do beijo, de lágrimas, aperto de mão, toalhas ou talheres, uso de banheiro público ou picada de mosquito.

Sintomas do HIV: Tratamento

Hoje em dia, a Medicina felizmente progrediu, e muito. Um tratamento através de um coquetel de medicamentos é prescrito desde 1995 aos pacientes soropositivos. Este coquetel transforma totalmente a vida do paciente infectado pelo vírus da AIDS, pois aumenta sua qualidade de vida, além de prolongá-la por vários anos. Normalmente, o coquetel não apresenta efeitos colaterais aos pacientes. Porém, pode eventualmente provocar tonturas, diarreias, problemas nos rins e fígado. O Ministério da Saúde afirma que o HIV não mata, mas que cuidados devem ser tomados quanto às doenças oportunistas. Por este motivo, aconselha-se às pessoas portadoras do vírus que estes tomem cuidados com a alimentação, pratiquem atividades físicas e mantenham o sistema imunológico sempre alto.

Prevenção e recomendações

Para evitar a contração do vírus da AIDS o mais importante é usar camisinha em todas as relações sexuais. Utilizar sempre apenas seringas descartáveis também é fundamental. No caso de mulheres grávidas, elas devem fazer obrigatoriamente o teste do HIV durante o pré-natal. Se ela estiver infectada, é essencial que ela comece o tratamento o mais rápido possível. A possibilidade de uma mulher portadora do vírus engravidar e dar à luz sem contaminar o bebê existe. O teste do HIV, (conhecido como Elisa), é sigiloso e oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]