Nada melhor do que passar dias agradáveis na praia durante a temporada de férias. No entanto, quem tem bebê em casa, muitas vezes, sente-se inseguro em levá-lo, afinal sol, mar e areia podem não fazer bem à criança. O bom é que com os cuidados e os equipamentos necessários, é possível aproveitar os dias sem maiores preocupações.

 

Bebê na praia: o que é preciso levar

Algumas pessoas dizem que férias com bebê não é período para relaxar. Isso não é verdade: basta gerir suas expectativas, planejar com antecedência e fazer alguns ajustes no estilo de viagem. A praia é definitivamente uma ótima maneira de passar algum tempo de qualidade com a família.

praia
O limite de exposição ao sol é essencial para aproveitar as férias com um bebê. Foto: iStock, Getty Images

Primeiro de tudo, é necessário levar o equipamento correto para as suas férias. Você precisa recriar todo o conforto que seu bebê tem em casa durante as várias horas à beira-mar.

Alguns itens são essenciais como toalhas, fraldas descartáveis à prova d’água, protetor solar, guarda-sol, mantas de piquenique, alimentos e bebidas frescas, kit de primeiros socorros, boias conforme a idade do bebê, kit com balde, pá e bola.

 

Se você não quiser expor seu bebê à água do mar, leve uma pequena piscina de plástico e coloque água doce nela. Assim, o seu filho poderá ficar à sombra e não há perigo de beber a água salgada.

 

Cuidados com o bebê na praia

Nem todos os pediatras concordam quanto à idade que o bebê deve ter para levá-lo à praia – alguns falam em seis meses, enquanto outros dizem um e até dois anos de idade. Os motivos dessa divergência são o sistema imunológico subdesenvolvido dos pequenos, as mudanças climáticas e as inúmeras infecções.

 

Independentemente da idade da criança, muitos cuidados são necessários quando você decide levá-la para a praia. Fique atenta com a exposição ao sol – vale até mesmo “preparar” o bebê para esse clima a partir do mês anterior à viagem, deixando ele exposto por pequenos períodos de tempo.

Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), quando estiver à beira-mar, busque não expor o bebê mais do que 15 minutos ao sol, e cuide para que seja sempre antes das antes das 11h ou após 16h.

 

Não esqueça também de usar protetor solar na criança – deve ser FPS 50. Além disso, o bebê deve usar chapéu e regata ou blusa, que permitam protegê-lo do sol e das bactérias eventualmente presentes na areia.

 

Os pequenos são mais suscetíveis a vírus de verão, e uma boa ideia é ter medicamentos contra infecções gastrointestinais, temperatura, alergias e loções contra picadas de insetos. Lembre-se, ainda, de levar alguns alimentos que ele já está acostumado a comer.

 

No entanto, nem tudo é problema e preocupação, já que o clima marítimo tem um impacto favorável para o bebê. O ar fresco e, especialmente, o vapor de iodo combinado com a umidade natural são excelentes hidratantes para o nariz da criança.

A água do mar é rica em magnésio, que ajuda a prevenir eczema e outras irritações da pele. A exposição solar, cuidadosa e consistente, também fornece a quantidade de vitamina D suficiente para seu bebê.

Todos esses fatores estimulam o metabolismo e o sistema imune, aumentam as células vermelhas do sangue, contribuem para o reforço global dos ossos e têm poder de proteção da criança

Apesar de parecer estressante ir à praia com um bebê, com alguns cuidados isso é possível. E certamente vale a pena, já que os benefícios para a saúde são muitos, e você estará proporcionando momentos felizes ao seu filho.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA