Nutrição

Fuja das comidas que sugam as suas energias

Por Redação Doutíssima 27/01/2014

Muitas vezes nos sentimos cansados, mesmo sem levar uma vida estressante ou fazer muito esforço físico. A resposta pode estar na dieta alimentar que mantemos: alguns alimentos « roubam » nossa dose de energia diária, como é o caso dos alimentos ricos em gordura, doces, carboidratos refinados e carne vermelhas. Este tipo de dieta torna a digestão mais difícil, exigindo que o nosso corpo forneça muito mais energia para metabolizar uma refeição. Vem daí a sensação de cansaço, sono e falta de concentração quando realizamos qualquer outra atividade durante a digestão.

 fritura

Veja abaixo quais alimentos possuem maior capacidade de roubar sua energia, e como trocá-los por uma dieta saudável e cheia de energia:

Frituras

Não é de hoje que conhecemos os perigos das comidas fritas, principais inimigas do coração e artérias. O que nem todo mundo sabe é que elas são inimigas também da reposição de energia realizada pelo corpo. Este tipo de alimento tem propriedades inflamatórias, causando o inchaço das células de gordura (principalmente na região abdominal) e ocasionando uma resistência à insulina. Este processo tem como resultado a fadiga, a falta de energia e a menor absorção de nutrientes presentes nos alimentos, pois a gordura presente nas frituras provoca uma disfunção no corpo. Evite ao máximo a ingestão de comidas fritas.

Carboidratos refinados

Os carboidratos refinados possuem a propriedade de sugar a energia, exatamente o contrário dos carboidratos normais, que ajudam o corpo a repor energias. Pães e massas a base de farinha branca, proporcionam ao corpo, de fato, um pico de energia causado pela transformação do carboidrato em glicose. Porém, essa energia se termina rapidamente, pois ela é absorvida pelo corpo num curto espaço de tempo. Isso faz com que você se sinta ainda mais cansado do que anteriormente. Prefira carboidratos integrais, pois eles proporcionam ao corpo energia por muito mais tempo, graças à sua absorção mais demorada.

Doces

A mesma regra dos carboidratos refinados vale para os açúcares, que proporcionam altas doses de energia passageira. Além disso, o excesso de açúcar no corpo aumenta seus níveis de insulina, triglicérides, gordura na região abdominal. Isto provoca também uma resistência do corpo ao hormônio chamado de leptina, responsável por controlar as células adiposas. Assim como no caso dos carboidratos refinados, este processo gera uma disfunção corporal, ocasionando cansaço e podendo até mesmo aumentar os sintomas da síndrome da fadiga crônica. Evite o açúcar sempre que puder, ou substitua-o por adoçantes naturais (com o mel).

Carnes vermelhas gordurosas

Nosso corpo necessita de proteínas para funcionar corretamente, porém, sua ingestão em excesso – especialmente se a fonte são carnes vermelhas gordurosas – prejudica consideravelmente a reposição de energias pelo organismo. Quem nunca se sentiu extremamente pesado e sem forças depois de um belo churrasco? Isto ocorre pois a carne vermelha, muito mais do que outras fontes de proteína, exige muito mais tempo de digestão. O processo pode ser tão lento que acaba provocando sono, pois toda a energia do corpo fica concentrada no estômago, tentando metabolizar os nutrientes da carne. Consumir carne vermelha em excesso aumenta a incidência do câncer de cólon, tendo uma relação com a dificuldade que o corpo encontra em digerir este alimento.


Sites parceiros