[the_ad_group id="16401"]
Gestante

Quer engravidar? Aprenda a calcular a sua data de ovulação

Por Redação Doutíssima 31/01/2014

Mulheres são capazes de engravidar apenas ao longo de determinada parte do ciclo mensal – imediatamente antes e durante a ovulação. Por isso, ao descobrir a data de ovulação é possível prever quando você se encontra fértil para engravidar ou então quando pode ter relações sexuais sem maiores medos de uma gestação.

 

Como determinar a data de ovulação?

O ciclo menstrual tem três fases: folicular, ovulatória e lútea. É a menstruação que inaugura a primeira delas – a fase folicular, que dura cerca de 14 dias. Nesse período os folículos no ovário se desenvolvem até atingir a maturidade, estimulados pelo hormônio folículo-estimulante (HFS). Apenas um deles conseguirá se desenvolver por completo.

data-de-ovulacao-doutissima-istock-getty-images

Para calcular a data de ovulação é preciso que a mulher conheça o seu ciclo menstrual. Foto: iStock, Getty Images

Quando esse óvulo é liberado nas trompas de falópio através da ação do hormônio luteinizante, tem-se a fase de ovulação. Nesse período, o óvulo ingressa nas trompas de falópio e se dirige ao útero. Depois da ovulação, imediatamente começa a fase lútea.

 

Essa fase lútea também tem a duração de 14 dias. Nesse período a progesterona prepara o revestimento do útero para que o ovo seja implantado. Vale dizer que essas diferentes fases se sobrepõem e é por isso que a duração total de um ciclo, às vezes, parece maior do que 28 dias.

 

Para calcular a data de ovulação é preciso ter em mente que não importa quanto tempo tenha seu ciclo, a fase lútea sempre terá de 14 a 15 dias. Saber a data correta então envolve remover esses 14 dias de todo seu ciclo médio. Quer um exemplo? Caso seu ciclo tenha 24 dias de duração, a ovulação ocorrerá no 10º dia (24-14 = 10).

 

As maiores chances de engravidar estão nos dias anteriores e posteriores à data de ovulação. Isso porque o óvulo tem uma vida útil de 24 horas e os espermatozoides de até quatro dias – dando uma janela fértil de aproximadamente seis dias. Durante essa fase ainda é possível perceber algumas mudanças no corpo.

 

A temperatura costuma aumentar de 3 a 5 décimos de grau; o muco do colo do útero torna-se mais claro, com líquido mais abundante; há alguma dor em seu estômago inferior, no lado onde o ovário liberou o óvulo. Todos esses são sinais para reconhecer a ovulação.

 

Há ainda testes farmacêuticos que permitem identificar a ovulação. De acordo com um estudo publicado na revista Fertility and Sterility, esse método é capaz de ser até 100% eficaz na detecção do período.

 

Como aumentar as chances de fertilização

Antes mesmo de tentar engravidar, é preciso estar saudável. Não consuma álcool, abandone o cigarro e reduza bebidas com cafeína. Tenha uma dieta saudável e pratique exercícios físicos. Caso esteja tomando medicamentos, questione o médico se eles influenciam na tentativa de engravidar ou se são contraindicados para o período.

 

Pode ser uma boa ideia ainda tomar uma vitamina pré-natal – o ácido fólico é capaz de reduzir as chances de defeitos congênitos, segundo diversos estudos. Além disso, faça amor regularmente – principalmente nos dias férteis. Especialistas indicam que casais que fazem amor durante todo o ciclo, ao menos uma vez por semana, aumentam as chances de gestação.

 

Caso tenha mais de 35 anos e não engravidou depois de seis meses de sexo regular, é preciso buscar ajuda especializada. Um estudo publicado na revista PLOS One concluiu que, para as mulheres com idade superior a 35 anos, é apropriado começar a investigação das causas e o tratamento correspondente mais rápido do que em mulheres mais jovens.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]