fisioterapia-pulmonar-cardiaca

Hoje vou falar um pouquinho sobre a fisioterapia respiratória, mais precisamente, vou falar sobre o enfisema pulmonar.

As doenças do sistema respiratório são as maiores causas de patologias mundiais, e com conseqüentes morbidades e mortalidade. No Reino Unido essas patologias são a razão mais comum de consultas ao médico clínico geral, e geralmente provocam mais dias perdidos no trabalho do que qualquer outra doença. As doenças respiratórias podem ser restritivas e obstrutivas. Estas são as mais comuns, sendo secundárias apenas à doença cardíaca como causa de incapacidade.

O que é enfisema pulmonar?

É uma doença crônica, na qual os tecidos dos pulmões são gradualmente destruídos, tornando-se hiperinsuflados (muito distendidos). Esta destruição ocorre nos alvéolos, onde acontece a troca gasosa do oxigênio pelo dióxido de carbono. Como resultado, a pessoa passa a sentir falta de ar para realizar tarefas ou exercitar-se.

Quais são as causas?

Normalmente o enfisema se deve ao tabagismo, podendo também ser causado por vapores químicos ou poluentes, por exemplo. O enfisema pode também surgir em pessoas não fumantes que tem deficiência de uma enzima protetora dos pulmões (alfa-1-antitripsina), caso onde a doença se manifesta mais cedo e cuja origem geralmente é genética.

Principais sintomas e diagnóstico

– Os sintomas mais freqüentes são:

  • Chiado no peito;
  • Tosse seca;
  • Falta de ar que vai se agravando na medida em que a doença avança.

Untitled1

Os pulmões perdem elasticidade e os alvéolos ficam maiores, isto dificulta a saída de ar, fato que também causa desconforto à pessoa doente. Já nos pulmões saudáveis os alvéolos são pequenos, esponjosos e elásticos. Nos estágios mais avançados da doença a pessoa passa a sentir falta de ar nas tarefas mais simples como caminhar ou falar. Com o passar do tempo o tórax adquire um formato cilíndrico característico das pessoas com este distúrbio.

– O diagnóstico geralmente é feito pelo médico sabendo que o paciente tem histórico de longa exposição ao tabaco, com o auxilio de tomografia computadorizada e com espirometria (exame que mede a capacidade dos pulmões de colocar o ar para fora dando, desta forma, uma idéia do funcionamento pulmonar).

enfisema pulmonar 22

Tratamento para enfisema pulmonar

Primeiramente, se você é fumante: PARE DE FUMAR

420359_610541735638081_522539322_n

O tratamento clínico para o enfisema pulmonar é feito através do uso de medicamentos que diminuam os sintomas da doença, tais como: os anti inflamatórios e os corticosteróides; uso de um balão de oxigênio para facilitar a respiração e fisioterapia.

– Tratamento fisioterápico para enfisema pulmonar:

la-fisioterapia-ayuda-a-la-fibrosis-quística

O tratamento fisioterápico para enfisema pulmonar consiste na realização de exercícios para expansão pulmonar, alongamento dos músculos acessórios da respiração, conscientização da postura e da respiração correta, utilizando o diafragma e não a região superior do tórax a fim de evitar a respiração apical, melhorando toda a função respiratória.

shaker-classic-fisioterapia-respiratoria-ncs_MLB-F-4156652242_042013

As sessões de fisioterapia devem ser realizadas diariamente e inicialmente pode ser necessário utilizar o balão de oxigênio durante os exercícios.

– Tratamento natural para enfisema pulmonar

Um ótimo tratamento natural para enfisema pulmonar é aprender um exercício chamado freno labial e realizá-lo várias vezes ao dia. Basta inspirar profundamente e soltar o ar pela boca com os dentes entreabertos e os lábios semicerrados e forma a movimentá-los com o ar que sai pela boca.

Este simples exercício fortalece os músculos expiratórios e ajuda a eliminar completamente o ar dos pulmões.


DEIXE UMA RESPOSTA