[the_ad_group id="16401"]
Nutrição

Bactéria é risco em alimentos no verão

Por Redação Doutíssima 07/02/2014

bacteriass

A verão se aproxima e junto com eles as expectativas para as festas de final de ano e os ensaios de verão. Com toda diversão, o cuidado com a alimentação muitas vezes fica para segundo plano. Com isso, a estação mais quente do ano é também a mais propícia a ingestão de alimentos mal higienizados e quadros de infecções. Para prevenir estes casos são necessários alguns cuidados no armazenamento e preparo dos alimentos, principalmente ovos, principal transmissor da bactéria Salmonela.

Os petiscos, salgadinhos e doces consumidos nas festas, praias e eventos em geral são os grandes riscos da saúde. Relacionadas, principalmente, com o consumo do ovo, a Salmonella é uma bactéria usualmente encontrada no trato intestinal de animais domésticos e selvagens, especialmente das aves e dos répteis. As pessoas que se infectam com Salmonella podem apresentar uma doença chamada salmonelose. Esta pode ser contraída através da carne mal preparada desses animais ou dos ovos.

A nutricionista Carmem Barroso garante que a infecção é perigosa e pode levar à morte. “Uma pessoa que ingerir um alimento ‘contaminado’ em poucas horas começa a sentir os primeiros sintomas e, dependendo do paciente, o resultado final pode ser a morte. Geralmente, essa infecção ocorre quando são ingeridos alimentos que não são cozidos como ovos e maioneses”, explicou. Os principais sintomas da salmonelose são mal estar, dores de cabeça, anorexia, febre, cólica, vômito/náusea, diarreia e desidratação.

Em dezembro do ano passado, clientes de um restaurante de Itapuã foram infectados pela bactéria. Exames foram realizados nos clientes e constataram a presença da bactéria salmonella. Na época, 10 pessoas prestaram queixa na delegacia contra o restaurante.

Para prevenir a intoxicação, alguns cuidados são necessários. Entre os mais comuns estão: comprar ovos refrigerados; escolher produtos mais frescos; evitar ovos sujos ou rachados, pois estes tem maior probabilidade de estarem contaminados; antes do uso, lave os ovos com água e sabão e lavar bem as mãos e também os utensílios antes de cozinhar.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]