[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

LCA – Lesão do Ligamento Cruzado Anterior

Por Mayara Pinheiro 10/02/2014

LCAHoje venho falar de uma lesão muito conhecida no meio esportivo, principalmente entre os esportes futebol e basquete. Vou falar da lesão do ligamento cruzado anterior do joelho (LCA).

 

LCA: Entenda um pouco mais sobre a anatomia do joelho

O nosso joelho é uma das estruturas mais complexa de todo o corpo humano. Os ligamentos do joelho são as estruturas responsáveis pela sua firmeza (estabilidade), evitando movimentos exagerados. Os principais ligamentos são os dois colaterais (lateral ou “do lado de fora” e medial ou “do lado de dentro”) e os dois cruzados (anterior e posterior).

Dos quatro ligamentos, o ligamento cruzado anterior é o mais freqüentemente lesado, pois ele é responsável por evitar movimentos de “gaveta” e rotação exagerada do joelho. Desta forma, a sua ruptura ocorre principalmente em esportes como futebol, basquete e voleibol, que exigem muita rotação e onde muitas vezes o pé pode ficar preso no chão e o corpo rodar sobre o joelho.

 

Classificação da lesões

  • Grau I (leve): Também chamada de distensão. É um estiramento que causa apenas lesões microscópicas nos ligamentos.
  • Grau II (moderada): Um estiramento mais severo, que causa uma ruptura parcial do ligamento.
  • Grau III (grave): O ligamento é completamente rasgado por um estiramento brusco, geralmente durante um acto desportivo ou num acidente.

 

 

TRATAMENTOS:

  • Cirúgico: A cirurgia de reconstrução é feita com auxílio da artroscopia e devido a baixa capacidade de cicatrização do LCA e por não se conseguir realizar sutura, é utilizado um enxerto autólogo proveniente de outro ligamento ou de um tendão (os mais frequentes são o patelar e de flexores do joelho)  para substituição do LCA. A cirurgia tem duração média de 1 hora.

 

  • Pós-operatório inicial: Uso de antibióticos e analgésicos para a diminuição da dor; orientações básicas para serem feitas em casa, tais como: movimentação do tornozelo e dedos dos pés (melhora a circulação sangüínea); Compressa de gelo na parte anterior e lateral do joelho (3-4 vezes por dia com duração de em torno de 15 minutos); Caminhar com auxílio de muletas (o apoio no chão ajuda no retorno venoso, diminuindo o inchaço); movimentação do joelho (dobrando e esticando);

LCA

 

 

FISIOTERAPIA

O tratamento de LCA com Fisioterapia inicia-se ainda em ambiente hospitalar e nesta fase os objetivos maiores são a redução do edema e ganho de mobilidade. Vale ressaltar de novo, que durante as duas  primeiras semanas é necessário a utilização de muletas para que o paciente não sobrecarregue a perna operada.

Na fase do pós-operatório inicial, geralmente são utilizados aparelhos eletro-termofototerapêutico, tais como:

  • Ultrassom (fonoforese): como auxiliar antiinflamatório para a diminuição da dor;
  • Laser de baixa potência: que atuará no processo de cicatrizacão;
  • Laser de alta frequência: que atuará como bactericida e fungicida;
  • Exercícios isométricos de adução e abdução de quadril, com o paciente deitado, podem ser realizados;
  • Exercícios respiratórios: com o intuito de preparar o paciente para a segunda fase;

Segunda fase: Nesta fase inicia-se o processo de fortalecimento muscular, portanto podemos utilizar aparelhos como:

  • A utilização da corrente russa + exercício respeitando sempre a angulação do joelho torna se bem interessante, uma vez que com este tipo de estimulação consegue-se gerar uma contração de todas as fibras musculares  do músculo escolhido e apresenta bons resultados.

 

LCA

 

O processo de fisioterapia depende muito do FISIOTERAPEUTA , que deve estar familiarizado com este tipo de tratamento. Cada paciente deve ter um tratamento personalizado, baseado nas suas necessidades, biótipo, cirurgia realizada, disponibilidade de tempo para fisioterapia, entre outros fatores.

Assim, é natural que a fisioterapia e reabilitação de um jogador de futebol profissional seja diferente de um paciente que quer apenas voltar a correr nos finais de semana. A fisioterapia ajudará na recuperação de amplitude articular, na analgesia e no fortalecimento muscular .


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]