[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Fisioterapia para distúrbios de tontura e equilíbrio

Por Mayara Pinheiro 12/02/2014

3360-000017 Hoje vou um pouco sobre a fisioterapia na parte neurológica. Como a fisioterapia pode te ajudar no processo de tontura e falta de equilíbrio.

A tontura

A tontura é um termo usado para explicar a sensação que temos quando há algo errado com o nosso senso de equilíbrio. Pode ser difícil de explicar a experiência, por isso, estas são algumas descrições: tonto, sem equilíbrio, girando ao redor.

Os sintomas

A vertigem é um tipo específico de tontura. É o termo médico para um tipo de tontura, que faz você se sentir como se você estivesse girando ao seu redor.

As sensações são de movimentos giratórios, como se tivesse balançando para frente e/ou para trás.
Vertigo não é um medo das alturas, no entanto, algumas pessoas podem sentir os sintomas de vertigem quando se olha para baixo de uma altura. Tontura e vertigem não são caracterizadas como uma doença em si. Elas são os sintomas que indicam que algo está errado e pode ter diferentes causas. Problemas de tontura e equilíbrio são bastante comuns, e muitas pessoas vão experimentar isso. Felizmente, é muito raro o sintoma de uma doença com risco de vida.

O sistema do ouvido

O ouvido possui três partes principais. O ouvido externo (a parte visível), o ouvido médio (a parte que transmite o som) e o ouvido interno (labirinto) .

O sistema de equilíbrio é um sistema complexo de nervos, pequenos tubos e fluido dentro do ouvido interno (labirinto). O labirinto está localizado profundamente dentro de alguns dos ossos mais duros no crânio e contém os órgãos responsáveis ​​pela audição e equilíbrio.

Tontura ou vertigem ocorre quando os lados direito e esquerdo deste sistema não funcionam juntos em simetria e seu cérebro pensa que a sua cabeça está em movimento, quando na verdade não está.

Outros fatores importantes

Para ter um bom senso de equilíbrio, precisamos ser capazes de ver onde estamos, esta informação é transferida para o seu cérebro por detectores de movimento e posição localizados nos músculos, tendões e articulações, principalmente no pescoço, tornozelos, pernas e quadris .

As principais causas da tontura (vertigem)

A maioria dos casos são causados ​​por problemas com os sistemas de equilíbrio localizados no ouvido interno (labirinto), mas também as causas podem acontecer devido:

  • Doenças cardíacas ou doenças do sangue;
  • Efeito colateral indesejado de muitos medicamentos diferentes;
  • Estar estressado ou ansioso;
  • Viajar por via rodoviária, ferroviária, aérea ou marítima;
  • Infecção do ouvido interno (neurite vestibular – labirintite);
  • Vertigem posicional paroxística benigna (VPPB): provoca sensações de movimentos giratórios enquanto estamos deitados na cama ou ao movimento de virar a cabeça.
  • Dor de cabeça e tontura (enxaqueca vertiginosa): dor de cabeça intensa, vômitos, tonturas, problemas de visão ou da fala, sensibilidade à luz. Isso pode ser evitado reduzindo o stress, obtendo sono suficiente e evitando determinados alimentos e bebidas, tais como chocolate, queijo e álcool .

Vertigo pós-traumático

As pessoas com vertigem pós- traumática experiência tonturas depois de um ferimento na cabeça e estes podem ocorrer algum tempo após o acidente.

Como a Fisioterapia pode ajudar?

O principal tratamento para quase todas as condições que causam a tontura é a reabilitação vestibular.

lab1-tile

 

  • Exercícios de Cawthorne – Cooksey:

Os objectivos destes exercícios incluem relaxar os músculos do pescoço e ombros, treinar os olhos para mover-se independentemente da cabeça, praticando bom equilíbrio em situações cotidianas e usando os movimentos de cabeça que causam tonturas (mas com um melhor controle postural), como:

– olhar para cima e para baixo;
– olhar para direita e para esquerda;
– aproximar e afastar o dedo, olhando para ele;
-mover a cabeça (lentamente e depois rapidamente) para direita/esquerda para cima/baixo;
– sentar e ficar em pé (com olhos abertos e depois fechados);
– subir e descer escadas;
– enquanto de pé, fazer voltas de 90 graus;
– enquanto caminhando, olhe para direita e para esquerda;
– ficar em um pé só;

images-2

  • Exercícios de estabilização:

A coordenação de seus olhos e clareza de visão pode ser melhorada através do aumento da capacidade de se concentrar em um objeto fixo, enquanto a cabeça está se movendo. Seu fisioterapeuta irá avaliar e progredir-lo através dos exercícios.

  • Exercícios de respiração:

Enjôo e tontura pode apertar o diafragma, fazendo com que o seu peito pesado, com falta de ar ou trabalhosa. Exercícios de respiração suave geralmente transformar a postura e promover o relaxamento.

  • Mobilidade da coluna, quadril e joelho:

Perda de equilíbrio pode perturbar o seu controle muscular. À medida que os quadris e joelhos lutam para firmar o corpo, eles se tornam inflexíveis e causará dor nessas articulações e nas costas. Seu fisioterapeuta pode progredir trabalho de flexibilidade com você. O controle postural irá apoiar a sua coluna vertebral.

  • Bologna:

– deitar em decúbito dorsal e sentar rapidamente;
-deitar em decúbito dorsal, virar para decúbito lateral direita e esquerda;
– em pé, elevar as mãos sobre a cabeça olhando para elas;
– em pé, inclinar o corpo, dobrando-o para frente e voltar;
-sentado em uma cadeira que roda, dar duas voltas para direita e para esquerda;
– movimentar os olhos em diversas direções;

v11n3a06-fig02


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]