[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Anemia de Fanconi: sintomas, causas e tratamento

Por Redação Doutíssima 13/02/2014

A anemia de fanconi é uma deficiência na medula óssea que impede a produção de células sanguíneas normais. Saiba mais sobre os sintomas, causas e tratamento desta doença:

 

anemia de fanconi

 

A anemia de fanconi é uma doença genética rara que causa a destruição da medula óssea, impedindo-a de produzir novas células sanguíneas para que o corpo funcione normalmente. A anemia de fanconi também faz com que a medula óssea produza muitos glóbulos defeituosos, causando sérios problemas de saúde, como a leucemia.

Apesar de a anemia de fanconi ser uma doença no sangue, ela pode afetar muitos outros órgãos e tecidos do corpo. Por isso, as crianças portadoras da doença têm grandes riscos de nascer com sinais de má formação óssea, como a ausência dos dedos polegares, por exemplo.

 

Causas

 

A anemia de fanconi é uma doença genética que é normalmente diagnosticada quando a criança completa 6 anos.

 

Anemia de Fanconi e síndrome de Fanconi

 

A anemia de fanconi é diferente da síndrome de fanconi, sendo esta uma doença que afeta os rins e que é observada quando os órgãos não absorvem os nutrientes essenciais para a corrente sanguínea. A síndrome de fanconi pode ter causas hereditárias ou pode ocorrer através do uso de metais pesados ou de outros agentes químicos.

As crianças portadoras da síndrome apresentam sintomas como fraqueza e dores nos ossos, além de eliminação de nutrientes essenciais e produtos químicos através da urina; prejudicando o desenvolvimento e trazendo graves problemas ao organismo.

 

Sintomas da Anemia de Fanconi

 

Os principais sintomas anemia de fanconi são más formações ósseas, ausência dos dedos polegares, problemas nos rins, baixa estatura e atraso no desenvolvimento da criança.

 

crianca cancer

Perspectivas

 

Esperança de vida –  Infelizmente, a anemia de fanconi é uma doença imprevisível. A esperança média de vida para os portadores da doença é entre 20 e 30 anos. As causas de morte mais comuns relacionadas à doença são a insuficiência da medula óssea, leucemia e tumores sólidos.

Risco de câncer – As pessoas que têm anemia de fanconi têm um risco maior do que as outras pessoas para alguns tipos de câncer. Aproximadamente 10% das pessoas que têm anemia de fanconi têm chances de desenvolver leucemia.

O risco de tumores sólidos aumenta com a idade em pessoas que têm a doença. Estes tumores podem se desenvolver na boca, língua, garganta, esôfago. Além disso, mulheres portadoras da doença possuem um risco muito maior de desenvolver tumores nos órgãos reprodutivos do que outras mulheres.

 

Tratamento

 

O tratamento da anemia de fanconi pode ser feito através do transplante de medula óssea.

Para mais informações sobre transplante de medula óssea e anemia de fanconi, consulte os sites abaixo:

Instituto Nacional do Câncer (INCA)

Anemia de Fanconi

 

Saiba mais:

 

Como lidar com a depressão no tratamento contra o câncer

Leucemia Mieloide Aguda: sintomas, causas e tratamento

Leucemia: sintomas, causas e tratamento

Aprenda sobre o que é hemoglobina

Saiba quais os melhores centros brasileiros de tratamento ao câncer

Doutor explica: Como funciona a oncologia (tratamento do câncer) no SUS?

O que é e como funciona a quimioterapia


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]