Você tem notado manchas ou bolinhas na pele do seu bebê?

Fique atento a estes sinais, pois, eles podem representar mais do que uma alergia! Se o seu bebê apresenta bolinhas ou manchas vermelhas na cabeça, pescoço ou mãos, procure ajuda médica, pois, pode ser um caso de angioma. Saiba mais sobre os sintomas, causas e tratamentos para este tumor:

 

angioma

O que é

 

O angioma é um tumor benigno causado pelo acúmulo de vasos sanguíneos na pele ou em órgãos internos. Os angiomas podem aparecer no rosto, pescoço e na cabeça, mas, também podem surgir em órgãos internos como o fígado.

O angioma é formado por bolinhas de cor vermelha ou vinho. Angiomas podem ser subdivididos em: planos, tumorais (fragiformes e tuberosos) e cavernosos. Eles podem aumentar de tamanho conforme a idade e provocar sangramentos, deformações e ferimentos.

Causas

 

As causas do angioma são desconhecidas.  Em média, 30% dos angiomas estão presentes desde a nascença, o resto aparece durante os primeiros meses de vida, sendo mais frequente em meninas. Bebês pre-maturos têm mais risco de desenvolver angiomas.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico do angioma é feito através de um exame físico. Em se tratando de lesões profundas, pode ser necessário fazer ressonância magnética ou uma tomografia computadorizada.

 

Sintomas do angioma

 

Os sintomas do angioma são lesões vermelhas ou roxas salientes na pele. Geralmente, elas aparecem logo após a nascença e apresentam um crescimento rápido. A maioria dos angiomas aparece no rosto e no pescoço.

 

Angioma capilar

Tratamento

 

É preciso que os pais estejam atentos a todo e qualquer sinal no corpo do bebê. De acordo com a Dra Heloísa Campos, diretora do Departamento de Cirurgia Reparadora do Hospital A. C. Camargo em São Paulo; quanto antes os pais procurarem tratamento especializado para a criança, mais rápido e eficaz poderá ser o tratamento. Ela também afirma que é preciso ter cuidado na hora de escolher um especialista que que assuma a responsabilidade de fazer o diagnóstico e que oriente o tratamento com precisão.

Laser – Dentre os tratamentos existentes hoje, o laser (Dye Laser) é o mais seguro e eficaz. Este tratamento reduz o fluxo sanguíneo dos vasos, eliminando-os através da foto-termohemólise.

Escleroterapia – Utilizada para tratar hemangiomas do tipo ma formação venosa e linfangiomas. Este procedimento é feito através da injeção de um medicamento na área afetada para eliminar a lesão.

Embolização – Segundo a Dra.  Heloísa, este procedimento é recomendado apenas para tratar afecções com fístula arteriovenosa (comunicações entre uma artéria e uma veia) e não deve ser aplicado aos hemangiomas proliferativos.

Além disso, a Dra. também adverte as pessoas quanto aos cuidados na utilização do corticoide, pois, o uso deste medicamento para o tratamento da lesão deve ser feito a curto prazo; de 2 a 3 meses.

 

Para saber mais sobre o tramento de angiomas, acesse os sites abaixo:

Abraphel Brasil – Associação Brasileira das Pessoas com Hemangiomas e Linfangiomas

Hemangioma.com.br

 

Saiba mais:

 

Tumores: linfangioma e hemangioma

Anemia de Fanconi: sintomas, causas e tratamento

Adenocarcinoma, carcinoma , sarcoma  : Será que todo câncer é maligno?

As doenças de pele mais comuns em bebês

Diagnóstico: confira os sinais de câncer de pele

7 Dicas para o seu bebê crescer saudável

Como tratar e prevenir verrugas

 


DEIXE UMA RESPOSTA