[the_ad_group id="16401"]
Uncategorized

Alergia a gato ou cachorro: entenda por que acontece

Por Redação Doutíssima 03/03/2014

alergia a gato

O Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos do mundo, estes animais estão presentes em muitas famílias. Infelizmente, para a maioria destas pessoas que são mais sensíveis, estas pequenas criaturas queridas que amamos tanto podem causar sérias alergias. A alergia a gato ou cachorro não é causada pelos seus pelos, sejam eles curtos ou longos, mas sim pela sua urina, saliva e secreções das suas glândulas sebáceas – entretanto, a saliva do cachorro é menos alérgica que a saliva do gato. Ao se lamber, os animais depositam seus alergênicos (substancias que causam as alergias) em sua pele e pelos, causando reações alérgicas nas pessoas que entram em contato ou aproximam-se deles. Seus alergênicos se acumulam nos tapetes, cortinas, sofás, roupas e demais objetos que se encontram em contato com o animal. É importante saber que podemos encontrar os alergênicos de nossos animais domésticos vários meses ou mesmo um ano ou dois depois que eles deixaram um lugar.

 

                                                  Alergia a gato

 

– Os alergênicos do gato são uma das mais importantes causas das alergias respiratórias.

– O contato com o gato predisporia à ocorrência da asma.

– Doar o animal doméstico seria a maneira mais segura de prevenir, mas esta solução deve sempre ser muito bem pensada, pois o impacto psicológico pode ser significativo, especialmente para crianças.

– Para que você tenha uma ideia, uma pessoa alérgica a um animal, um gato, por exemplo, pode desencadear reações alérgicas, sem ter nenhum contato com o animal, mas apenas ao aproximar-se de alguém contendo pelos do animal em suas roupas.

– A alergia a gato não depende nem da raça, nem cor, nem tamanho, nem comprimento do pelo do gato, assim como para todos os outros animais.

– A manifestação da alergia a gato pode acontecer vários meses ou mesmo vários anos após o primeiro contato com o animal. Pessoas com eventos repentinos que vivem há vários anos com seu gato, normalmente, têm grande dificuldade em admitir que seus animais domésticos sejam os causadores da alergia.

 

alergia a gato

Vários estudos recentes sugerem que não é necessário evitar ter um animal para prevenir o aparecimento de sintomas alérgicos relacionados com este animal, mesmo se houver um histórico familiar de alergias ou se a pessoa é alérgica a outros alergênicos.Os alergistas mantêm a sua opinião com base em cada indivíduo. A decisão de ter um animal depende de muitos fatores, tais como a intensidade das reações alérgicas observados na presença do animal desejado ou de outros animais. Antes de adotar um animal de estimação, fale com o seu médico ou alergista e procure saber se você possui um histórico familiar de alergias ou se você tem outras alergias.

 

Saiba mais:

 

Ter um cachorro faz bem para a saúde!

Especialista destaca os principais tipos de alergia e recomenda cuidados

Alergia respiratória: sintomas, causas e tratamento

O que fazer em caso de alergia à picada de inseto

Mito ou verdade: ter animais domésticos diminui risco de alergia

Saúde de animais de estimação: Por que o banho e escovação são importantes

Como lidar com o seu filho e a morte de una animalzinho


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]