[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Saiba as principais doenças que favorecem o ganho de peso

Por Redação Doutíssima 03/03/2014

Existem casos em que mesmo a pessoa seguindo uma dieta corretamente e fazendo exercícios, o ganho de peso é inevitável. Esses casos vão além de falta de vontade, desleixo e baixa auto-estima. Diante de um quadro como este o ideal é procurar um médico e fazer exames que possam indicar a causa da dificuldade em perda de peso.

ganho de pesoFrequentemente as pessoas associam o ganho de peso acelerado a algum problema de saúde.É importante ressaltar que apenas 5% dos casos de obesidade são causados por doenças.Mas existem sim, quadros clínicos que colaboram com o ganho de peso e que quando tratados , favorecem o alcance de um peso saudável.

Conheça alguns dos principais quadros clínicos que favorecem o ganho de peso:

 

Ovários policísticos:

A síndrome interfere no funcionamento da insulina pois desregula os hormônios (LH, FSH, estrógeno, progesterona e testosterona) A quantidade de insulina no organismo interfere na sensação de fome, quanto maior a quantidade maior a vontade de comer, e maior energia é guardada na célula de gordura.Essa disfunção inclui irregularidade menstrual, aumentos de pelo corporal, pele oleosa e a facilidade de ganho de peso.

Insônia

Quando estamos com o sono prejudicado o hormônio (leptina) que nos dá a sensação de saciação e nos faz parar de comer é produzido em menor quantidade e a ghrelina, hormônio que aumenta antes das refeições aumenta, o que nos deixa durante o dia com mais fome.Estudos mostram que existem menores casos de obesidade em indivíduos que dormem no mínimo durante 7 e 8 horas diárias.

Estresse

O dia-a-dia intenso exige muita energia para lidar e dar conta de todas as obrigações.Isso acaba interferindo tanto no físico como no emocional, como consequência comer é usado como forma de encontrar energia ou mesmo consolo das angustias da rotina.

Alimentos doce, gordurosos e massas aumentam os níveis de serotanina, dando uma sensação de alivio, mas esse efeito é ‘viciante’ e passageiro. Nesse caso a pessoa deve procurar ajuda para se conscientizar da causa da sua ansiedade e então começar um tratamento.

Gastrite

A gastrite tem como sintomas sensação de queimação e dor na região superior do abdome.A gastrite se desenvolve de diferentes formas, geralmente ela aparece de repente. A maioria dos casos quando bem tratada não se torna um problema muito complicado. O ganho de peso acontece, pois em alguns casos o desconforto gerado pela gastrite é aliviado quando algum alimento é ingerido.

ganho de pesoHipotiroidismo

O hipotireoidismo é caracterizado pela baixa produção dos hormônios da tireóide. Que são responsáveis pelo metabolismo e que quando produzidos em pouca quantidade fazem com que o desempenho do organismo se torne lento.

Entre as principais causas do hipotireoidismo está a doença de Hashimoto, sendo possível aparecer em qualquer idade ou sexo mas que é muito mais comum em mulheres. Outras causas são: retirada cirúrgica de um tumor ou nódulo na glândula, tratamento contra o hipertireoidismo, doenças na hipófise ou no hipotálamo.

Genética

Já foram descobertos 100 genes que mostram tendências a engordar, alguns diminuem a saciedade outros a queima de calorias, e estudos mostram que 20 a 30% do peso das crianças é influenciado pelo peso dos pais, logo a genética tem uma grande influência no ganho de peso. Mas é comprovado que se adotado desde a infância uma rotina alimentar saudável as chances de driblar o ganho de peso são imensas.

ganho de pesoMenopausa

As mulheres geralmente entram na menopausa entre os 45 e 53 anos, o envelhecimento por si já gera uma queda no metabolismo basal que favorece o ganho de peso. Após os 40 anos perde-se em media 10% de massa magra por ano.

Além disso nessa idade muitas mulheres se tornam menos ativa o que gera a menor produção de serotonina, aumentando o apetite, gerando depressão e piorando a qualidade do sono.

 

 

É importante entender que nenhuma doença ou quadro clínico impede o indivíduo de emagrecer, elas devem apenas ser tratadas para que você possa chegar ao seus objetivos. Caso você perceba que seus esforços, relacionados a dietas e exercícios, não estão sendo alcançados procure um médico para que ele possa te indicar a melhor maneira de você perder peso.

Saiba mais sobre o hipotiroidismo:

Saiba mais:

Saiba como tratar a gastrite

Descoberta bactéria anti-obesidade

Comer e dormir corretamente auxiliam no emagrecimento

5 dicas para lidar com o estresse

Como controlar os sintomas da menopausa

Menopausa não é doença

O que é sindrome do ovário policístico e como tratar


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]