Um dos grandes questionamentos para as gestantes – ou de quem pretende engravidar – é se pode ou não pintar os cabelos. Saiba a resposta de um médico e tire logo suas dúvidas!

 

pintar o cabelo na gravidez

 

Posso pintar os cabelos durante a gravidez? Talvez essa seja uma das perguntas mais frequentes durante o pré-natal. A dúvida é inquietante, principalmente porque a ausência de evidências científicas sobre os efeitos dos diversos tratamentos capilares sobre a saúde do bebê é tão real quanto a certeza popular de que o malefício existe.

A eterna dúvida: a mulher pode pintar o cabelo durante a gravidez?

 

Gravidez e tintura para cabelo

 

Fato é que os produtos utilizados em tratamentos capilares comumente trazem componentes como amônia (tinturas), tioglicolato e formol (escovas progressivas e definitivas), metais pesados e hidroquinona, potencialmente tóxicos para mãe e bebê. Isso sem contar no potencial alergênico de certas substâncias. E como fazer experiências nessa fase da vida não é algo que se possa chamar de interessante, nós, os médicos, optamos por não recomendar.

Alguns produtos têm sido considerados seguros, como as queratinas e a henna, mas, novamente, a segurança baseia-se muito mais no empirismo do que em ciência de fato. Sendo assim, julgo muito pintar o cabelo na gravidezimportante a orientação do obstetra assistente (e, talvez, de um dermatologista) antes de pintar, alisar ou se submeter a qualquer tipo de tratamento capilar durante a gravidez.

Não havendo como evitar a mudança, como uma medida preventiva e por excesso de zelo, recomenda-se que qualquer tratamento dos cabelos seja cogitado o mais tarde possível na gravidez, mas sempre depois de findado o primeiro trimestre, quando o bebê já tem boa parte de suas principais estruturas completamente formadas.

Então, a verdade: não temos até o momento estudos que comprovem a interferência negativa das tinturas e outros tipos de tratamento para cabelos sobre a saúde do bebê durante a vida intrauterina; contudo, também não temos estudos que comprovem a segurança. Então fica a dica: o ideal é não arriscar.

 

Saiba mais:

 

3 maneiras de confirmar sua gravidez

7 Dicas de ouro para evitar as estrias durante a gravidez

Os perigos do cigarro durante a gravidez

Saiba mais sobre o uso do adoçante durante a gravidez

20 Cuidados ao praticar atividade física na gravidez

10 Principais cuidados na gravidez

Como se sentir menos cansada na gravidez

Como praticar o pranayama

Reviva seus cabelos apos a gravidez

Como se preparar para o parto normal

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!