O mês de março é dedicado aos cuidados com a saúde da mulher. Por isso, a prevenção e o tratamento da endometriose não poderiam ficar de fora. Saiba mais sobre essa doença que atinge as mulheres.

 

endometriose

A endometriose é uma doença que acomete até 10% das mulheres em idade reprodutiva, com focos mais comumente encontrados nos ovários e órgãos da pelve. Não se sabe exatamente o que causa a endometriose, mas a teoria mais difundida é a do fluxo menstrual retrógrado (ao invés de se exteriorizar através da vagina, segue em direção contrária, através das trompas, para a cavidade abdominal), que, sozinha, não justifica a doença em todos os casos.

Os sintomas da endometriose variam de mulher para mulher, sendo que a dor associada à menstruação ocorre em mais de 80% dos casos. Em geral, o quadro começa ameno e tende a se intensificar na medida em que se passam os anos da vida reprodutiva, tornando-se cada vez mais freqüente, com episódios de dor fora do período menstrual e durante a relação sexual. O tratamento da dor relacionada à endometriose pode ter bons resultados em opções cirúrgicas e medicamentosas.Formulações hormonais e/ou antiinflamatórios e analgésicos podem ser boas escolhas, principalmente quando associados à cirurgia laparoscópica conservadora.

O mais importante nesses casos é a individualização do tratamento, sendo o médico assistente é a pessoa indicada para desenvolvê-lo. Infelizmente, a infertilidade é muito comum entre as portadoras da endometriose; estima-se que aproximadamente 60% das portadoras apresentem alguma dificuldade para engravidar e, como a dor não é um sintoma obrigatório, estima-se que metade das mulheres com dificuldade de engravidar venha a receber um dia o diagnóstico de endometriose.

Endometriose e infertilidade

 

O grande problema da infertilidade associada à endometriose está exatamente na falta de se ter estabelecido um único mecanismo de ação da doença sobre o processo reprodutivo. É provável que ela exerça influências negativas sobre a saúde dos óvulos e espermatozóides, fertilização, formação do embrião e sua implantação no útero. O tratamento da infertilidade associada à endometriose, ao contrário do que se espera para a dor, ainda carece de respostas. Embora se possa esperar boa recuperação do potencial reprodutivo com tratamentos medicamentosos e/ou cirúrgicos, as técnicas de fertilização in vitro estarão indicadas para uma parcela considerável das portadoras da doença, principalmente nos graus mais avançados.

 

Saiba mais:

 

7 perguntas e respostas sobre a infertilidade

Infertilidade conjugal: um problema mais que atual

Quais os principais tratamentos contra infertilidade?

Entenda sobre a endometriose e sua relação com a infertilidade

6 tratamentos contra infertilidade mais utilizados

Relato de uma mãe: a endometriose não me impediu de ter um bebê

Endometriose


DEIXE UMA RESPOSTA