[the_ad_group id="16403"]
Especialidades > Medicamentos

Não consegue dormir à noite? Saiba mais sobre a melatonina no tratamento da insônia

Por Redação Doutíssima 19/03/2014

Insônia, despertares durante a noite, dificuldade em pegar no sono… Distúrbios do sono afetam entre 25 e 40% das pessoas com mais de 55 anos. Isto ocorre pois os níveis de melatonina, hormônio essencial para uma boa qualidade do sono, tendem a diminuir com a idade. Para corrigir esse déficit e ajudar a vencer a insônia, medicamentos baseados em melatonina começaram a ser utilizados.

 melatonina

 

Melatonina, o hormônio do sono

 

A melatonina é um hormônio produzido naturalmente pela glândula pineal, localizada no centro do cérebro, que desempenha um papel crucial no ciclo do sono. Normalmente, ele é liberado a partir do pôr-do-sol para facilitar o sono. A secreção do hormônio atinge seu pico entre 2 e 4 horas da manhã e, em seguida, diminui durante a segunda metade da noite, para se preparar para o despertar.

Nos idosos, a produção de melatonina é frequentemente insuficiente, o que pode conduzir a distúrbios do sono. Para manter um sono reparador, a ingestão de melatonina pode ser eficaz, pois ela é capaz de “sincronizar” nosso relógio interno.

 

melatonina

 

Dormir melhor sem risco de vício?

 

 

Os medicamentos utilizados neste tratamento liberam, aos poucos, quantidades de melatonina no organismo, imitando a secreção natural da substância. De acordo com dois estudos científicos, este tipo de medicamento reduz levemente os distúrbios do sono de pessoas de idade.

Porém, estes medicamentos apresentam muitas vantagens se comparados a soníferos convencionais – começando com um baixo risco de efeitos colaterais. Eles reduzem o tempo necessário para adormecer sem causar sonolência no dia seguinte. Além disso, eles não implicam nenhum risco de dependência, ao contrário dos medicamentos utilizados como soníferos (como a benzodiazepina).
Estes medicamentos são indicados a pessoas com mais de 55 anos apresentando insônia “primária”, ou seja, não causada por doenças, causas psicológicas ou ambientais.

 

Vendido facilmente em muitos países, a melatonina tem sido utilizada há vários anos contra distúrbios do sono ou fadiga de viagem. Vários estudos não confirmados afirmam também que a melatonina tem propriedades anti-envelhecedoras e anti-cancerígenas. Isto entusiasmou muitas pessoas, que acabaram chamando a melatonina de “hormônio milagre”. Vendida como um produto “natural”, a melatonina é utilizada nos Estados Unidos como um complemento nutricional.

 

A melatonina pode, realmente, proporcionar um sono de melhor qualidade? Porém, é importante manter bons hábitos para evitar a insônia, como aproveitar a luz do dia, caminhar todos os dias, evitar cochilos depois de comer ou assistir televisão, e reduzir a ingestão de cafés, chás e qualquer tipo de estimulante antes de dormir (jogos eletrônicos, outras bebidas contendo cafeína, etc).

 

Confira o vídeo a seguir dando dicas de como combater a insônia:

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Saiba mais sobre os remédios para dormir

5 Passos para realmente dormir melhor

10 Dicas para dormir bem todas as noites

Saiba as consequências de dormir tarde na adolescência

Mito ou verdade: dormir bem melhora a memória

Como dormir mais rápido

Como dormir bem


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]