[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Alergia à picada de inseto: entenda porque acontece

Por Redação Doutíssima 21/03/2014

alergia à picada de inseto

A presença de insetos não é das mais agradáveis. Afinal, nós sabemos o quanto dói quando somos picados. Mas para alguns, uma picada de mosquito pode se tornar um pesadelo. Existem pessoas que são sensíveis às substâncias contidas no veneno. Neste caso, as consequências de uma picada podem ser graves ou até fatais. A alergia à picada de inseto é chamada estrófulo. Ela pode ser causada pela saliva do inseto injetada durante a picada (mosquitos, pulgas, moscas e carrapatos) ou pelo veneno (abelhas, vespas, maribondos e formigas).

Existem dois tipos de reação alérgica:

  • Reação local: caracterizada pela coceira intensa, vermelhidão e pápulas (bolinhas) no lugar da picada
  • Reação geral: caracterizada pela erupção generalizada, inchaço, dificuldades respiratórias ou até mesmo um choque anafilático

 

Essas reações generalizadas podem ser graves e até mesmo fatais. Elas ocorrem principalmente com pessoas que já tiveram esse tipo de alergia à picada de inseto.

 

Algumas recomendações para se proteger:

Pra quem tem alergia à picada de inseto, é preciso limitar os riscos ao máximo:

  • Evite horários e áreas com grande afluxo de insetos
  • Evite andar descalço
  • Evite o uso de perfumes ou colônias. Estes podem atrair insetos
  • Use roupas que cubram bem o corpo, de preferência de cores claras
  • Use repelente
  • Tire a mesa imediatamente depois de uma refeição. A carne e alimentos doces atraem muito esses bichinhos indesejáveis
  • Se você avistar um desse tipo de insetos perto de você, não faça gestos bruscos para espantá-los. É muito importante manter a calma.

 

Como reagir em caso de uma picada de inseto?

 alergia à picada de inseto

As reações alérgicas locais precisam de cuidados o mais rápido possível.

As vespas e marimbondos picam mais de uma vez. As abelhas deixam o ferrão após a picada, que deve ser removido imediatamente. Tenha cuidado para não romper o saco de veneno quando retirar o inseto, pois pode ocorrer a injeção de mais veneno.

Compressas de gelo ajudam a aliviar a sensação de coceira, pois promovem um efeito analgésico e diminuem o inchaço. É recomendado aplicar uma solução anti-séptica na lesão.

Evite coçar a região afetada: Ao coçar, as bactérias trazidas pelas unhas podem causar uma infecção secundária, gerando manchas e cicatrizes no local da picada.

As pessoas alérgicas devem sempre carregar consigo um anti-alérgico, pomada corticoide e uma injeção de adrenalina, prescritos por um médico, em caso de picada de insetos.

 

Confira no vídeo a seguir, as dicas de primeiros socorros em caso de picadas de inseto da pediatra Sá Maria:

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

Saiba o que fazer contra picadas de insetos

Alergia em crianças: tudo o que você precisa saber para cuidar melhor do seu filho em caso de alergia

Saiba o que fazer contra picadas de insetos 

Conheça alguns repelentes naturais contra insetos

Alergia na pele: sintomas, causas e tratamento

Especialista destaca os principais tipos de alergia e recomenda cuidados

Dengue: cuidado o ano inteiro!

 


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]