[the_ad_group id="16403"]
Gestante

Vaginose bacteriana na gravidez: descubra como tratar esse tipo de vaginose na gravidez, aprenda mais sobre os sintomas e diagnóstico

Por Redação Doutíssima 28/04/2014

vaginose bacteriana na gravidez

Se você notou algum corrimento anormal durante o período de gestação, é preciso ficar alerta, pois pode se tratar de vaginose bacteriana. Comum entre mulheres de todas as idades, ela deve ser tratada para evitar complicações como a aparecimento de outras doenças. Saiba mais sobre as causas, sintomas e tratamento desta infecção:

A vaginose bacteriana é uma infecção que ocorre devido ao excesso de bactérias anaeróbicas (que não necessitam de oxigênio) na região da vagina. Ela também pode ocorrer durante o período da gravidez.

A principal característica da infecção é um corrimento de cor amarela que apresenta um cheiro de peixe podre que fica mais forte após a menstruação ou relações sexuais.

 

Causas da vaginose bacteriana na gravidez

 

Não se sabe ao certo o que provoca a infecção, porém acredita-se que alguns hábitos constantes de higiene vaginal possa favorizar o seu aparecimento. Por exemplo, o uso de sabonetes com odores muito fortes ou o uso excessivo de duchas para lavar a região da vagina.

A vaginose bacteriana não deve ser confundida com uma DST (doença sexualmente transmissível), entretanto, a falta de tratamento da infecção pode tornar a mulher sucetível à contração de DST’s como a gonorréia e a Clamídia.

 

Sintomas da vaginose bacteriana na gravidez

 

Além do corrimento, a gestante também pode sentir coceira, irritação e ardência ao urinar.

 

Diagnóstico da vaginose bacteriana na gravidez

 

O diagnóstico da infecção requer alguns exames de amostras dos fluídos vaginais e também um exame da pelve.

vaginose bacteriana na gravidez

Como tratar a vaginose bacteriana na gravidez?

 

Para impedir a evolução da vaginose bacteriana na gravidez, o tratamento deve ser iniciado assim que forem notados os sintomas. Para isso é preciso procurar um ginecologista que vai indicar o tratamento adequado.
A infecção é tratada por meio de antibióticos principalmente via oral e cremes vaginais indicados para mulheres grávidas.

Por que é importante tratar a doença?

 

A necessidade principal de tratar a infecção é aliviar o incômodo causado pelo corrimento. Além disso, tratar a vaginose bacteriana na gravidez também é essencial para evitar partos prematuros ou recém-nascidos com peso abaixo do normal.

 

Como evitar a vaginose bacteriana na gravidez?

 

Para evitar que haja desequilíbrio da flora vaginal é preciso tomar algumas precauções como:

– Evitar o uso da “duchinha” para lavar a região vaginal

– Sempre utilizar preservativos durante as relações sexuais

– Evitar o uso de sabonetes com odor muito forte

 

Para mais informações sobre o tratamento da vaginose bacteriana na gravidez assista ao vídeo abaixo:

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

Saiba mais:

 

Saúde da mulher. Corrimento esverdeado: o que pode ser?

Corrimento na gravidez: por que acontece e como tratar

Guia do corrimento vaginal. Tudo o que você precisa saber sobre corrimento: quais tipos, cores, cheiro, como diagnosticar e tratar

Futuras mamães: fiquem de olho no corrimento amarronzado na gravidez

Dúvida do leitor: corrimento na gravidez prejudica o bebê?

Corrimento com mau cheiro: como tratar

Corrimento vaginal: aprenda a descobrir quando o corrimento vaginal indica um problema de saúde


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]