[the_ad_group id="16401"]
Bem-Estar

Esqueça dos analgésicos! Conheça a terapia com ervas quentes que ajuda a relaxar e aliviara dor

Por Redação Doutíssima 04/05/2014

As terapias medicinais são ótimas alternativas para o tratamento de diversos quadro clínicos. Dores musculares ou dores de cabeça são exemplos de sintomas leves que podem facilmente ser resolvidos sem que seja preciso uso da química dos fármacos tradicionais como analgésicos. Nada melhor do que relaxar e se livrar dessas dores de maneira natural com o auxílio da Moxaterapia, uma terapia com ervas quentes oriunda da medicina oriental. Descubra mais.

terapia com ervas

 

Conheça a moxaterapia, uma terapia com ervas quentes da medicina chinesa

 

A Moxa, moxaterapia ou Moxabustão,é uma técnica terapêutica milenar da medicina Chinesa. Ela se baseia no estímulo de determinadas regiões do corpo através do calor emitido pela combustão de plantas medicinais específicas. A principal matéria prima é uma erva chamada popularmente de Artemísia (Artemísia vulgaris). O calor produzido pela queima da moxa produz estímulos de vasodilatação que tem efeito anti-inflamatório e analgésico, aliviando até mesmo dores crônicas. Eles penetrarem as camadas da pele, ajudam a regularizar o equilíbrio das funções fisiológicas do corpo.

Essa terapia com ervas quentes é aplicada sobre os mesmo pontos do corpo usados em técnicas de acupuntura. Na verdade, muitos terapeutas associam as duas técnicas, pois a moxa é crida como potenciadora da técnica de acupuntura. Dessa forma, a moxa pode ser aplicada à agulha, levando o calor profundamente no ponto selecionado. Ela atinge os canais e colaterais, uma área mais ampla que a atingida pela acupuntura sozinha.

 

Como é feita a terapia com ervas quentes?

 

terapia com ervasA moxa pode ser aplicada diretamente ou indiretamente sobre a pele do paciente. Nos países orientais a técnica mais utilizada é a da terapia com ervas quentes aplicada indiretamente sobre a pele, para evitar queimaduras. Contudo, no oriente sabe-se que a aplicação direta é mais eficaz.

A técnica indireta dessa terapia com ervas quentes consiste em queimar um bastão de Artemísia próximo a pele do paciente, sem tocá-la diretamente. O terapeuta coloca os dedos para medir a intensidade de calor entre o bastão e a pele. Dessa forma ele controla tanto o perigo de queimar o paciente quanto a intensidade certa para que a terapia com ervas funcione. Existe também pequenos sachês com a erva postos sobre uma proteção que evita o contato total com a pele do paciente. Eles são aplicados sobre os pontos do corpo do paciente e são queimados. Quando a moxa é associada à acupuntura, os terapeutas usam agulhas que possuem uma concentrado de Artemísia no topo, que é queimado após a agulha ser inserida sobre a pele do paciente.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Benefícios da acupuntura: você dá a devida importância à sua respiração na sua rotina

Massoterapia e como fazer uma massagem relaxante

Saiba mais sobre a haloterapia

Saiba mais sobre a hemoterapia

Fisioterapia para distúrbios de tontura e equilíbrio

Enxaqueca? A fisioterapia pode aliviar sua dor

Espondilose lombar: conheça 5 exercícios para previnir ou aliviar a dor nas costas


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]