[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Saiba quando a hipotensão arterial, a popular pressão baixa, pode ser grave

Por Redação Doutíssima 05/05/2014

A hipotensão arterial, conhecida como pressão baixa, não é em si uma doença. Mas a queda da pressão pode estar relacionada a doenças graves. Por isso, deve-se ficar atento aos sinais e sintomas associados. Diante de qualquer dúvida, quem pode diagnosticar doenças ou enfermidades associadas à pressão baixa, caso exista alguma, é o médico.

Para um ser humano adulto, considera-se hipotensão arterial quando os níveis de pressão caem abaixo de 90mmHg X 60mmHg. A referência desejável para a pressão arterial encontra-se em um patamar próximo de 120mmHg x 80mmHg. Isso não quer dizer, necessariamente, que pessoas com a pressão mais baixa do que a média têm algum problema de saúde.

hipotensão arterial

Queda de pressão pode ser sintoma associado a doenças não aparentes. Foto: Shutterstock

Doenças graves e a hipotensão arterial

Há doenças graves que resultam em hipotensão arterial, com uma acentuada queda de pressão que pode levar à morte. Denomina-se choque quando a pressão do sangue nas artérias não é suficiente para irrigar devidamente os tecidos. Esse tipo de situação pode ocorrer em sangramentos internos, hemorragias abundantes, traumatismos, doenças da glândula supra-renal, entre outros.

Nesses casos acima, a hipotensão arterial não costuma ser o sintoma dominante, mas ajuda a determinar o quadro clínico do paciente. Mas existem situações em que a queda de pressão pode ser um sintoma associado a doenças que não estão aparentes até a devida análise médica.

Assim, quem costuma sentir esse mal-estar deve recorrer a um médico, pois poderá descobrir uma enfermidade associada ao sintoma. Dessa forma, comer sal diante da queda da pressão, como alguns fazem, não é o remédio.

Quando a pressão baixa deve preocupar

Deve se preocupar o indivíduo que apresenta a hipotensão arterial, a partir de 9×6, em conjunto com outros sintomas, como tontura, mal-estar, palidez e cansaço físico. Um fluxo sanguíneo reduzido resulta em menor quantidade de sangue no cérebro. Quem tem queda de pressão regularmente precisa descobrir a origem do problema.

Doenças como deficiência na produção de cortisol, deficiência na glândula supra-renal e disautonomia vagal podem estar associadas à pressão baixa. A hipotensão arterial pode ser instaurada a partir de problemas graves, como infarto do miocárdio, embolia pulmonar, desidratação, hemorragia, casos que precisam de tratamento rápido.

Nem sempre, porém, a hipotensão arterial é um sinal de alerta para uma doença ou enfermidade. A queda na pressão pode ser causada por desidratação, por exemplo, provocada pela perda de água. Deve-se ficar atento aos remédios para emagrecer, diuréticos e laxantes, os quais podem provocar perda de líquido. Também é comum que pessoas idosas com problemas de circulação confundam seus sintomas com pressão baixa.

Como proceder

O indivíduo acometido pela queda de pressão deve ficar deitado e, assim que possível, ingerir líquidos. Nessa hora, água, isotônico e soro caseiro podem ajudar. De acordo com especialistas, comer sal não é recomendado. Assim que possível, deve-se procurar ajuda médica e descobrir se a hipotensão arterial está associada a enfermidades ou a alguma situação pontual.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

Saiba mais:

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

Alerta: 4 Coisas que você sente antes de um ataque cardíaco (infarto)

Falta de potássio causa infarto? Tire as suas dúvidas agora e comece a cuidar mais da sua saúde

Síndrome de Dressler: saiba mais sobre a inflamação que pode surgir após o infarto

Poluição do ar favorece ataques cardíacos

Obesidade no Brasil: quase 70% dos brasileiros está em situação de sobrepeso

Como agir em caso de derrame (AVC)

Alto risco! Infarto em jovens e pessoas com menos de 40 anos são mais perigosos

Relógio da apple será capaz de prever ataque cardíaco

Entenda o que são as doenças cardiovasculares e quais são os grupos de risco

Entenda como o pré-operatório de cirurgia cardíaca é importante para o sucesso da operação

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

3 Remédios caseiros para tontura

Alerta: Nem toda tontura é labirintite!

Função do cérebro pode diminuir com doenças cardíacas

Atenção aos pequenos indícios! Conheça os sintomas de doença do coração que o corpo nos indica

Entenda em quais casos de tratamento é indicada a cirurgia de sopro no coração

As dúvidas sobre as principais doenças do coração: arritmia cardíaca pode matar?


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]