[the_ad_group id="16401"]
Dica do Nutricionista

Idosos que comem peixes têm maior expectativa de vida, afirmam cientistas americanos

Por Redação Doutíssima 06/05/2014

Um estudo realizado pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, concluiu que idosos que comem peixes ricos em ômega 3 têm menor risco de morrer por doenças cardiovasculares, assim como por qualquer outra causa de morte, melhorando a sua expectativa de vida. Participaram da pesquisa 2.700 americanos com 65 anos ou mais, que foram acompanhados durante um período de 16 anos.

Os resultados enaltecem os idosos que comem peixes: pessoas com os maiores níveis de ácidos graxos ômega 3 no organismo apresentaram 27% menos risco de morrer por qualquer causa, além de 35% menos risco de morrer por doenças cardiovasculares, se comparados com quem possuía níveis mais baixos de ômega 3.

Idosos que comem peixe têm menor risco de morrer por doenças cardiovasculares. Foto: Shutterstock

Idosos que comem peixe têm menor risco de morrer por doenças cardiovasculares. Foto: Shutterstock

Para obter tais benefícios, os estudiosos recomendaram a ingestão por semana de, pelo menos, duas porções de peixes ricos em ácidos graxos (como o salmão, o atum e a sardinha).

Benefícios aos idosos que comem peixes

Com base nesta pesquisa, torna-se possível afirmar que os idosos que comem peixes ricos em ácidos graxos ômega 3 se beneficiam de suas propriedades anti-inflamatórias, antitrombóticas, antirreumáticas e ainda apresentam uma redução na concentração de lipídeos no sangue, o que favorece a vasodilatação.

O ômega-3 impede a formação das placas de gordura na parede das artérias e garante a flexibilidade dos vasos sanguíneos, afastando o risco de doenças como o infarto, a hipertensão, a aterosclerose e os derrames. Além disso, ele provoca o aumento dos níveis do HDL (colesterol bom), a diminuição dos níveis de LDL (colesterol ruim) e a redução nos níveis de triglicerídeos do sangue.

Prepare o peixe de forma saudável

Para que os idosos que comem peixes possam desfrutar desta condição de forma mais saudável, é essencial optar pelos tipos de preparo menos calóricos, como cozido, à vapor, grelhado e assado.

O peixe cozido é um prato com pouca gordura. Para reduzir a perda de vitaminas durante o cozimento, recomenda-se utilizar pouca água e esperar ferver para adicionar o alimento. Os peixes para esse tipo de preparo são tainha, truta, namorado, cação, badejo, bacalhau, pescada, linguado, salmão, robalo, merluza e cambucu.

Outra opção é cozinhar o peixe no vapor, pois o método conserva os nutrientes e preserva cor, aroma e textura natural do alimento. Para cozer no vapor, use como temperos limão, sal, pimenta dedo de moça ou grão preta, salsa e alho poró.

Preparar o peixe grelhado também é uma opção muito saudável, já que grande parte dos nutrientes se mantém conservados. Uma dica é aquecer bem a grelha em fogo alto antes de iniciar o preparo, pois dessa forma as proteínas do peixe formam uma crosta que retém os nutrientes em seu interior. Para esse método, o ideal é usar peixes mais firmes, como linguado branco, salmão, tilápia, pescada, bacalhau, atum e truta. Tempere com sal, limão e tomilho.

O peixe assado não utiliza água nem óleo no preparo, também preservando os nutrientes. No entanto, pode ficar ressecado, perdendo um pouco do sabor. O ideal é ir regando o peixe com os temperos ou envolvê-lo em vegetais na hora de assar. Entre os melhores peixes para assar estão salmão, bacalhau, robalo, cambucu, tainha e peixes de água doce, como corvina, dourado, pacu e pintado.

Se você se encaixa entre os idosos que comem peixes, siga estas dicas de preparo e desfrute de todos os benefícios desta alimentação saudável e nutritiva.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

Saiba mais:

Conheça os malefícios do sobrepeso para sua saúde bucal

Tratamento para obesidade: quando é hora de procurar e quais os melhores tratamentos paracombater o excesso de peso

Ler as informações nutricionais do rótulo dos alimentos pode ajudar a perder peso

Não espere mais! Aprenda como acelerar o metabolismo e perca peso ainda mais rápido

Composição corporal: o que você precisa saber para perder peso com saúde e de maneira definitiva

DIETA DE PROTEINAS : Já ouviu falar na dieta de proteínas? Saiba mais sobre essa dieta, suasconsequências e possíveis benefícios para saúde e perda de peso

Saiba mais sobre a nova maneira de perder peso: aplicativos para dieta nos smartphone

16 dicas para perder peso

Antes e depois: Mãe de dois, Perlla comemora perda de peso

Metade da população de São Paulo está acima do peso

Aparelho de Musculação ou peso livre: qual a diferença?

8 Hábitos que garantem uma dieta para perder peso

Um em cada três adultos tem excesso de peso ou é obeso

Como aumentar seu peso


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]