Especialidades

Digestão de alimentos gordurosos: saiba por que as gorduras demoram mais para serem digeridas

Por Redação Doutíssima 07/05/2014

Os alimentos gordurosos levam mais tempo para serem quebrados e absorvidos pelo organismo, por isso, quem os come com frequência costuma, apresentar uma digestão mais lenta.

A digestão de alimentos gordurosos se dá de forma mais lenta que o normal por questões químicas. As moléculas de gordura são constituídas basicamente de carbono, oxigênio e hidrogênio, possuem estrutura grande e não são solúveis em água.

Digestão de alimentos gordurosos é mais lenta devido a questões químicas. Foto: Shutterstock

Digestão de alimentos gordurosos é mais lenta devido a questões químicas. Foto: Shutterstock

Cada molécula de gordura possui glicerol (álcool) combinado com ácidos graxos (ácido). Com isso, todo o processo de digestão de alimentos gordurosos se torna mais vagaroso, pois a gordura precisa ser transformada em moléculas menores e se ligar a substâncias que permitem a sua absorção.

Importância da digestão de alimentos gordurosos

A digestão de alimentos gordurosos, embora difícil, cumpre papel função vital ao organismo. Isto porque a ingestão elevada de gorduras, principalmente das saturadas e trans, contribui para o aparecimento de doenças cardiovasculares, como o infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Entretanto, não se deve eliminar completamente a gordura da dieta, pois o organismo precisa dela para executar certas funções, como a formação de hormônios e a composição das membranas celulares. A gordura é uma fonte concentrada de energia e carrega consigo vitaminas lipossolúveis, importantes para o organismo. O segredo, então, é escolher o que comer e estar atento à digestão de alimentos gordurosos.

O recomendável é que a ingestão de gordura ocupe cerca de 30% das calorias totais que a pessoa necessita em um dia. O ideal é optar por gorduras provenientes de peixes e produtos vegetais, monoinsaturadas e polinsaturadas, pois estes agem na redução do LDL e favorecem o aumento do HDL.

Quando uma pessoa adota uma dieta pobre em gordura para “tentar emagrecer”, seu cérebro entende que ela está passando fome e lança mão de mecanismos hormonais, para fazer com que a pessoa passe a comer. Há uma redução do metabolismo e da produção de hormônio pela tireóide, pois o organismo entende que precisa poupar energia. Ocorre também uma liberação excessiva de cortisol, que estimula a retenção de líquidos e o ganho de peso, já que o corpo entende a dieta extrema como uma situação de estresse.

Fique atento ao rótulo

Uma boa forma de facilitar a digestão de alimentos gordurosos é conhecer o que se está consumindo. A gordura pode ser encontrada em carnes, óleos, leites e seus derivados, além de inúmeros alimentos industrializados. É aconselhável sempre olhar os rótulos dos alimentos, para verificar quanto cada um possui de gordura polinsaturada, monoinsaturada, saturada e trans.

A gordura trans, por exemplo, muito difundida na indústria alimentícia, deve ser evitada em função de sua ação na elevação do LDL (colesterol ruim) e na redução do HDL (colesterol bom). A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que a ingestão de gordura trans não ultrapasse 2,2g por dia. Já o consumo de gorduras saturadas, encontradas principalmente na carne vermelha, leite e derivados, deve ser reduzido a aproximadamente 7% das calorias totais por aumentar o LDL.

Atualmente, com a preocupação crescente de que as gorduras trans são prejudiciais à saúde, a indústria de alimentos conseguiu modificar o processo de fabricação das margarinas e as tornar livres de gordura trans. Além disso, há algumas margarinas enriquecidas com substâncias como fitoesteróis, que ajudam na redução do colesterol ruim para quem já tem problema de colesterol aumentado.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

Saiba mais:

Chega de sofrer! Conheça os melhores tratamentos para combater a azia e livre-se desse problema agora mesmo

Aprenda a fazer um remédio caseiro para azia

5 Remédios para azia que realmente funcionam

Azia na gravidez? Saiba como aliviar os sintomas

Dez alimentos que ajudam na digestão

6 Verdades e mentiras sobre o leite

Alimentos que curam: veja como uma alimentação simples e natural pode ajudar a restabelecer a saúde de pessoas e animais

Problemas digestivos: Saiba como prevenir e tratar a gastroenterite viral

Gastroenterite: aprenda 7 dicas para evitar a gastroenterite e parar de sofrer

Aprenda a identificar os sintomas da apendicite e evite que o problema se agrave ainda mais

Entenda a salmonela (diarreia intensa)

7 Dicas para consumir mais fibras

Diarreia: sintomas, tratamento, como evitar

Apendicite! Todos podemos ter?


Sites parceiros