O colesterol alto aumenta o risco de um indivíduo sofrer um infarto ou de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Apesar de ser um tipo de gordura indispensável para o funcionamento do metabolismo e estar presente em todas as células do corpo, ele precisa ser controlado. É preciso conhecer mais sobre ele para saber como baixar o colesterol.

Existem dois tipos de colesterol: o HDL, chamado de colesterol bom, e o LDL, o colesterol ruim. Em excesso, este último pode gerar diversas complicações para a saúde cardiovascular. Por isto, quem sofre deste quadro clínico, precisa seguir uma alimentação saudável e adotar hábitos saudáveis em seu dia a dia para baixar o colesterol ruim.

Adotar hábitos alimentares saudáveis no dia a dia ajuda a baixar o colesterol. Foto: Shutterstock
Adotar hábitos alimentares saudáveis no dia a dia ajuda a baixar o colesterol. Foto: Shutterstock

Hábitos para baixar o colesterol

Um pequeno hábito que pode ser inserido no seu dia a dia para baixar o colesterol é o uso de azeite de oliva. Além de ajudar a diminuir o mau colesterol, ele aumenta o bom colesterol. Isto ocorre porque o azeite de oliva possui antioxidantes, como as gorduras monoinsaturadas e a vitamina E.

No entanto, o azeite de oliva não deve ser utilizado na hora de preparar alimentos fritos. Apesar de seus benefícios, como a capacidade de controlar o diabetes, o mais indicado para frituras é o óleo de soja, uma vez que ele mostra mais resistência à formação de compostos tóxicos quando aquecido.

Substituir a carne por peixe também ajuda neste processo. Além de ser uma gordura boa, que reduz os níveis de colesterol e triglicérides do sangue, o peixe ajuda a evitar a formação de coágulos que podem obstruir vasos.

Para ampliar as chances de baixar o colesterol, procure adicionar a aveia em suas refeições. Estudos mostram que a aveia desempenha um papel de destaque na luta contra essa doença, visto que ela promove a sensação de saciedade por mais tempo, melhora a circulação, controla a quantidade de açúcar do sangue e ainda diminui a absorção de gordura pelo corpo. Assim sendo, faça a associação da aveia com frutas, massas e saladas.

Outro hábito alimentar benéfico consiste em dar preferência a alimentos à base de soja. Assim como o azeite de oliva, a soja não só combate o colesterol ruim como ainda aumenta o colesterol bom. Além disto, ajuda a criar uma barreira no organismo contra infecções.

O consumo de fibras também não pode ficar de fora do cardápio de quem deseja baixar o colesterol ruim. Além de diminuir a absorção de gorduras pelo organismo, a fibra reduz o nível de LDL no sangue. Alimentos integrais e frutas com a casca auxiliam neste prognóstico.

Outros hábitos saudáveis

Realizar regulamente uma atividade física é uma maneira eficaz de aumentar a queima de gordura corporal, o que, por consequência, irá baixar o colesterol ruim. A prática ainda atua na perda de peso e no controle do diabete e da pressão alta, doenças que geralmente estão associadas com o colesterol alto. O indivíduo pode optar por qualquer atividade física, desde que ela seja praticada, no mínimo, três vezes por semana com uma duração de uma hora.

O cigarro é um grande parceiro do colesterol ruim. Por isto, é de extrema importância que as pessoas que sofrem com o colesterol alto parem de fumar efetivamente. Além de fumantes terem chances maiores de desenvolver problemas cardiovasculares, o cigarro ainda acelera o aparecimento da aterosclerose, que é a responsável pelo acúmulo de substâncias gordurosas no interior das artérias. Com isto, os riscos de entupimento de um vaso aumentam significativamente, dobrando a probabilidade de má circulação e de um infarto.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

Alerta: 4 Coisas que você sente antes de um ataque cardíaco (infarto)

Falta de potássio causa infarto? Tire as suas dúvidas agora e comece a cuidar mais da sua saúde

Síndrome de Dressler: saiba mais sobre a inflamação que pode surgir após o infarto

Poluição do ar favorece ataques cardíacos

Obesidade no Brasil: quase 70% dos brasileiros está em situação de sobrepeso

Como agir em caso de derrame (AVC)

Alto risco! Infarto em jovens e pessoas com menos de 40 anos são mais perigosos

Relógio da apple será capaz de prever ataque cardíaco

Entenda o que são as doenças cardiovasculares e quais são os grupos de risco

Entenda como o pré-operatório de cirurgia cardíaca é importante para o sucesso da operação

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

3 Remédios caseiros para tontura

Alerta: Nem toda tontura é labirintite!

Função do cérebro pode diminuir com doenças cardíacas

Atenção aos pequenos indícios! Conheça os sintomas de doença do coração que o corpo nos indica

Entenda em quais casos de tratamento é indicada a cirurgia de sopro no coração

As dúvidas sobre as principais doenças do coração: arritmia cardíaca pode matar?


DEIXE UMA RESPOSTA