[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Relação cintura-quadril não é só estética! Veja como essas medidas podem indicar riscos de doenças cardíacas

Por Redação Doutíssima 09/05/2014

Hoje em dia, estar acima do peso não é mais só uma questão de estética, de se estar em plena forma física, mas também de saúde. Os quilos a mais podem ser o prenúncio de uma série de riscos envolvendo o indivíduo. Analisar a sua relação cintura-quadril é uma forma fácil de diagnosticar que algo não vai indo bem.

Mais de 50 doenças podem acometer quem está com sobrepeso. Quanto maior a concentração da gordura abdominal (próxima ao coração), maior o risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Relação é calculada a partir de valores obtidos na medição da cintura e quadril. Foto: Shutterstock

Relação é calculada a partir de valores obtidos na medição da cintura e quadril. Foto: Shutterstock

Enquanto antes se utilizava a balança para verificar o sobrepeso, agora o método alternativo para fazer esta avaliação é a relação cintura-quadril. Por meio dela, os profissionais da saúde conseguem calcular o risco que um indivíduo possui de sofrer alguma doença cardíaca e hipertensão.

A medida é mais eficaz para prognóstico de risco de ataques cardíacos do que o índice de massa corporal, que até então era usado para esta finalidade. Com isto, a proporção de pessoas com risco de um ataque cardíaco triplicou.

Cálculo da relação cintura-quadril

A relação cintura-quadril é calculada dividindo-se a medida da circunferência da cintura em centímetros pela medida da circunferência do quadril em centímetros. O índice de corte para risco cardiovascular é menor que 0,85, para mulheres, e 0,90, para homens. Quanto mais a relação cintura-quadril estiver acima dos valores normais, maior será o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

Para observar se você se enquadra em algum destes casos, basta pegar uma fita métrica e medir a circunferência de sua cintura e do seu quadril. Durante este processo, é preciso estar em posição ereta, com o abdômen relaxado, braços ao lado do corpo, com os pés unidos e seu peso igualmente sustentado pelas duas pernas. Com o número referente à cintura em mãos, o divida pela circunferência do quadril.

Um dos grandes problemas que surge na relação cintura-quadril é saber exatamente onde pegar as medidas antropométricas usadas para fazer o cálculo. Como a padronização das medidas não é muito difundida, as medições acabam sendo feitas em pontos diferentes, o que gera erros grandes quando comparados os resultados. Por isto, o ideal é procurar seu médico para que ele faça a medição correta e lhe oriente em caso de alterações.

Obesidade

Por meio da relação cintura-quadril, o profissional de saúde pode avaliar se os locais de depósito de gordura seguem um padrão androide (quando a obesidade se concentra na região abdominal) ou ginoide (quando a obesidade está localizada na região periférica do corpo, ou seja, nos quadris e membros inferiores).

O padrão androide, também chamado de forma de maçã, é mais comum nos homens, e o ginoide, chamado de forma de pera, é mais comum nas mulheres.

A distribuição de gordura altera o risco associado a um determinado excesso de gordura. Para uma mesma quantidade de gordura corporal, o risco para a saúde é diferente se ela está acumulada na metade superior do corpo, ou se está localizada profundamente no abdômen, ou, ainda, se é predominante na metade inferior do corpo.

Por meio desta observação, determinou-se que a definição do risco não está apenas relacionada à quantidade total de gordura, mas também de acordo com sua localização.

 

 Clique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

Alerta: 4 Coisas que você sente antes de um ataque cardíaco (infarto)

Falta de potássio causa infarto? Tire as suas dúvidas agora e comece a cuidar mais da sua saúde

Síndrome de Dressler: saiba mais sobre a inflamação que pode surgir após o infarto

Poluição do ar favorece ataques cardíacos

Obesidade no Brasil: quase 70% dos brasileiros está em situação de sobrepeso

Como agir em caso de derrame (AVC)

Alto risco! Infarto em jovens e pessoas com menos de 40 anos são mais perigosos

Relógio da apple será capaz de prever ataque cardíaco

Entenda o que são as doenças cardiovasculares e quais são os grupos de risco

Entenda como o pré-operatório de cirurgia cardíaca é importante para o sucesso da operação

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

3 Remédios caseiros para tontura

Alerta: Nem toda tontura é labirintite!

Função do cérebro pode diminuir com doenças cardíacas

Atenção aos pequenos indícios! Conheça os sintomas de doença do coração que o corpo nos indica

Entenda em quais casos de tratamento é indicada a cirurgia de sopro no coração

As dúvidas sobre as principais doenças do coração: arritmia cardíaca pode matar?


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]