[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Evite crises de hipertensão com a ajuda de hábitos saudáveis

Por Redação Doutíssima 09/05/2014

A hipertensão arterial é uma doença infelizmente comum. De cada cinco pessoas, uma sofre com pressão alta. Quando a elevação da pressão arterial é brusca e severa, o indivíduo acaba sendo acometido por uma crise de hipertensão. Dependendo da sua gravidade, pode levarà morte se não for rapidamente revertida.

Considerada um mal silencioso, visto que a doença evolui muitas vezes de forma assintomática, a hipertensão é uma consequência do aumento da pressão sanguínea no organismo.

Tratamento da hipertensão pode ser realizado com medicação e mudança de hábitos. Foto: Shutterstock

Tratamento da hipertensão pode ser realizado com medicação e mudança de hábitos. Foto: Shutterstock

Numa crise de hipertensão, os principais órgãos atingidos são os olhos, o coração, o cérebro e os rins.  Além disso, em uma fase mais tardia, pode ser desencadeada uma insuficiência cardíaca e ou até mesmo problemas renais.

Evitando uma crise de hipertensão

Apesar de sua grande intensidade, é possível controlar este quadro e evitar uma crise de hipertensão com simples mudanças de hábitos. Atitudes como, por exemplo, diminuir o uso do sal na alimentação, perder peso, praticar exercícios físicos e abandonar o cigarro e o álcool são eficazes no controle da pressão.

Além disto, é de grande ajuda para evitar uma crise de hipertensão ter controle sobre as suas emoções. O estresse é uma resposta do organismo às sobrecargas físicas e emocionais, podendo causar crises de hipertensão e o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Outra medida muito eficaz para manter a pressão sob controle é a mudança alimentar. Priorizar uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes, dando sempre preferência para carnes magras, traz grandes benefícios para sua saúde.

Pressão alta

Quando uma pessoa apresenta pressão igual ou superior a 14/9, podemos enquadrá-la dentro de um quadro de pressão alta. Se isto vier associado de uma crise de hipertensão, que inicia repentinamente, o indivíduo pode apresentar uma sensação de mal-estar, ansiedade e agitação, cefaléia severa, tontura, dor no peito, tosse, borramento da visão e falta de ar.

Na ocorrência deste quadro, os níveis de pressão arterial devem ser imediatamente diminuídos com medicações especiais orais e intravenosas, usadas pelos médicos sob controle rigoroso em unidades de tratamento intensivo.

A internação com sucesso, nestes casos, evita que ocorram danos severos e lesões irreversíveis nos órgãos mais afetados durante uma crise de hipertensão, que pode levar o paciente ao óbito por meio de infarto agudo, edema agudo de pulmão, encefalopatia hipertensiva ou, ainda, em acidentes vasculares cerebrais isquêmicos ou hemorrágicos graves.

A intervenção médica deve corresponder à gravidade da crise, pois somente assim será possível evitar as complicações e impedir que a hipertensão se torne acelerada ou danosa à saúde do indivíduo.

Crises graves

Em alguns casos, a pressão alta não chega a se transformar em uma crise de hipertensão e, quando isto acontece, o tratamento pode ser realizado rotineiramente pelo médico com medicação e mudança de hábitos.

A verdadeira crise de hipertensão requer hospitalização, atendimento intensivo e imediato com medicações e cuidados especiais, exigindo o uso de vasodilatadores potentes que diminuam bastante a resistência periférica alterada.

Por isto, quando uma pessoa hipertensa sentir forte dor de cabeça, formigamento de um lado do corpo e dificuldade para falar, ela precisa procurar atendimento médico com urgência, devendo manter a calma e ter sempre uma pessoa por perto.

 

 Clique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

Alerta: 4 Coisas que você sente antes de um ataque cardíaco (infarto)

Falta de potássio causa infarto? Tire as suas dúvidas agora e comece a cuidar mais da sua saúde

Síndrome de Dressler: saiba mais sobre a inflamação que pode surgir após o infarto

Poluição do ar favorece ataques cardíacos

Obesidade no Brasil: quase 70% dos brasileiros está em situação de sobrepeso

Como agir em caso de derrame (AVC)

Alto risco! Infarto em jovens e pessoas com menos de 40 anos são mais perigosos

Relógio da apple será capaz de prever ataque cardíaco

Entenda o que são as doenças cardiovasculares e quais são os grupos de risco

Entenda como o pré-operatório de cirurgia cardíaca é importante para o sucesso da operação

Infarto na mulher: o que acontece quando o ataque cardíaco ocorre no público feminino

3 Remédios caseiros para tontura

Alerta: Nem toda tontura é labirintite!

Função do cérebro pode diminuir com doenças cardíacas

Atenção aos pequenos indícios! Conheça os sintomas de doença do coração que o corpo nos indica

Entenda em quais casos de tratamento é indicada a cirurgia de sopro no coração

As dúvidas sobre as principais doenças do coração: arritmia cardíaca pode matar?


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]