Sexualidade

A cura pelo prazer: conheça mais sobre os benefícios do Tantra para mulheres

Por Deva Sangito 12/05/2014

É importante quebrar os preconceitos e mudar o pensamento em relação ao corpo feminino. Saiba quais são os benefícios do Tantra para mulheres

tantra para mulheres

Quando o assunto é sexualidade, ninguém no mundo foi mais vítima de atrocidades do que as mulheres. O patriarcalismo que se instaurou na sociedade deturpa a educação sexual e coloca milhões de mulheres em um beco sem saída quando o assunto é conhecer o próprio corpo.

E a inconsistência da coisa toda é discrepante: ao mesmo tempo que meninas são ensinadas que não devem se masturbar, que precisam sentar com as pernas fechadas, que não podem transar antes de um compromisso lavrado em cartório, nada é mais explorado pela publicidade e pela mídia que o corpo feminino. Faça um teste: abra qualquer revista semanal que costume ler ou caminhe por um Shopping Center qualquer e conte quantas mulheres você encontra expostas usando apenas lingerie.

Essa hipocrisia – embora aceita quase que despercebidamente por todos – faz surtir um efeito terrível em mulheres que, sem saber a quem recorrer, permanecem alheias a seu próprio prazer. Encurraladas, ficam à espera de um príncipe de conto de fadas que, por mágica, vá conseguir lhes mostrar o caminho do orgasmo, decifrando os códigos de seu corpo, passando ileso por uma grossa camada de repressão e descontentamento.

Mudando esse quadro 

Na contramão desses costumes, existe uma filosofia com mais de 5000 anos de idade, que é essencialmente matriarcal, desrepressora e sensorial: o Tantra. Longe de ser apenas uma metodologia do sexo – como muitos desinformados pensam – o Tantra é uma filosofia comportamental que, ao contrário das filosofias especulativas, é uma corrente prática que busca mudar nossos padrões de ação e reação. Em vez de buscar explicações para todos os fenômenos da natureza, o Tantra busca desprogramar os códigos e padrões de comportamento que criamos ao longo da vida.

Parte dos ensinamentos tântricos – técnicas de desenvolvimento da sensorialidade, massagens, meditações, práticas de respiração, etc – foram sistematizados em algo que chamamos de Terapia Tântrica. Uma terapia que tem se mostrado muito eficaz para o tratamento de diversos transtornos, como a depressão, anorgasmia, dispareunia e vários problemas psicológicos e disfunções ligados à relação da pessoa com sua energia sexual. Entenda por energia sexual a própria libido, a energia que mobiliza a nossa força de vontade, que nos coloca em movimento.

O primeiro passo dentro dessa metodologia é consultar-se com um terapeuta que, provavelmente, deve recomendar uma sessão de massagem tântrica. O trabalho corporal é composto de algumas etapas – de início é realizado um encadeamento de diversos agrupamentos musculares para que os impulsos reflexivos bioelétricos possam ser sentidos em todo o corpo. Esses impulsos são os mesmos que sentimos quando vivenciamos o orgasmo que, erroneamente, pensamos só estar disponível nos estímulos dos órgãos sexuais. Todo o nosso corpo é capaz de reproduzir a sensação orgástica que, quando intensificada, possui propriedades terapêuticas.

A massagem evolui para outros níveis de estímulo ao longo do tratamento. No atendimento individual, é comum que o terapeuta intercale as massagens com as meditações tântricas, que tendem a intensificar o efeito das massagens, ajudando a paciente em sua entrega, no processo de autoconhecimento e de mergulho nas próprias questões emocionais.

Em alguma etapa da terapia pode ser recomendada a participação em vivências tântricas de grupo. Essas experiências são mais intensas – geralmente acontecem durante um final de semana inteiro, em um retiro, junto a pessoas que estão no mesmo caminho, na mesma busca. Os depoimentos das mulheres que participam desse processo são impressionantes.

 

Benefícios do Tantra para mulheres

Dentre os principais resultados que verificamos na terapia tântrica, podemos citar:

• O reequilíbrio da produção hormonal, como no caso da oxitocina, serotonina, dopamina entre outros. Problemas na produção de hormônios estão diretamente associados a uma série de patologias – como a depressão, por exemplo – além de problemas psicológicos como alterações drásticas de humor;

• A expansão e desenvolvimento da sexualidade, que dissolve as couraças corporais que padrões de comportamento desenvolvidos com base na repressão e supressão da sexualidade causa;

• A tonificação dos músculos ligados ao órgão sexual que, quando hipotônicos, levam a uma série de disfunções sexuais como a anorgasmia, dispareunia, entre outras. Ocorre uma expansão na libido e a perda de eventual frigidez;

• O empoderamento e autoconfiança que se aflora ao descobrir o próprio corpo e conhecer os limites do próprio prazer. Conhecendo-se dessa forma a mulher transforma sua realidade, muda a maneira de se relacionar e se comunicar.

Uma relação ruim com a sua sexualidade pode ser a causa de uma série de problemas que enfrentamos no dia-a-dia. Mais especificamente no caso das mulheres – haja vista nossa sociedade patriarcal e hipócrita – as consequências podem ser ainda mais impactantes. Assim como o corpo precisa de sono para recuperar as energias, precisa de prazer para reequilibrar os níveis de estresse e evitar a somatização das aflições psicológicas. Converse com um terapeuta tântrico à respeito desse assunto.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!

 

Saiba mais:

Como fazer uma massagem tântrica num homem

Aprenda a fazer massagem tântrica e descubra novas sensações

4 Posições do Kama Sutra (CamaSutra) que valem a pena experimentar

10 posições do Kama Sutra preferidas das mulheres

Kama Shastra: aprenda 8 posições quentíssimas!

4 Dicas para potencializar o seu orgasmo

Carícias sexuais são uma chave para o orgasmo


Sites parceiros