[the_ad_group id="16401"]
Guia do Câncer

Carlos Nascimento: saiba como evitar o câncer no intestino

Por Redação Doutíssima 13/05/2014

Doença que se desenvolve principalmente em pessoas com mais de 50 anos, o câncer no intestino pode ser evitado com hábitos mais saudáveis. Entenda como se prevenir 

 

Carlos Nascimento - SBT/Divulgação

Carlos Nascimento – SBT/Divulgação

 

O jornalista Carlos Nascimento, que ficou afastado dos telejornais para tratar um câncer no intestino, esteve ontem (12) à bancada do SBT Brasil, onde apresentou as notícias ao lado da jornalista Rachel Sheherazade. A colega de trabalho deu as boas vindas ao jornalista logo após a abertura do programa.

Carlos Nascimento ainda segue em tratamento de um câncer no intestino, tendo passado por uma cirurgia em fevereiro, o que motivou o seu afastamento temporário da emissora. O diagnóstico da doença foi ainda em agosto do ano passado. Três meses após a cirurgia, o jornalista parece estar se recuperando bem e deve voltar em breve ao ritmo normal de trabalho no SBT.

 

Entenda como se desenvolve a doença câncer no intestino

 

câncer no intestinoEste tipo de câncer é um tumor que se desenvolve no intestino grosso, chamado também de câncer do cólon e do reto. É uma doença que pode ser prevenida, pois quase sempre se desenvolve a partir de pólipos, que são lesões benignas que crescem na parede do intestino. Quando o pólipo é retirado evita-se que ele se transforme em câncer.

O tubo digestivo está constituído pelo esôfago, estômago e intestino. Este por sua vez compreende dois segmentos distintos: um segmento mais fino, localizado após o estômago, chamado intestino delgado que está relacionado com a digestão e a absorção dos alimentos; e outro segmento mais grosso, o intestino grosso, que tem a função de armazenar, absorver água e nutrientes e excretar resíduos não aproveitados pelo organismo através das fezes.

 

Causas do câncer no intestino:

– Alimentação rica em gorduras e pobre em fibras;

– Fumo;

– Consumo frequente de bebida alcoólica;

– Idade acima de 50 anos;

– História de pólipos colorretais e de doenças inflamatórias do intestino.

Sintomas do câncer no intestino 

– Mudanças no hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre);

– Sangue nas fezes;

– Vontade frequente de ir ao banheiro, com sensação de evacuação incompleta;

– Dor ou desconforto abdominal, como gases ou cólicas;

– Perda de peso sem razão aparente;

– Cansaço, fraqueza e anemia.

Diagnóstico e tratamento do câncer no intestino

A colonoscopia é o exame usado para detectar a presença de tumores ou de sinais iniciais do câncer de intestino. As imagens de todo o intestino grosso são captadas por meio de um tubo de fibra ótica e visualizadas num monitor. Outro procedimento pode ser o exame físico, geralmente o toque retal.

O tratamento consiste na retirada do tumor, que pode ser endoscópica (colonoscopia) ou cirúrgica. A ressecção endoscópica é realizada nos casos iniciais do câncer, ou seja, naqueles em que não houve o comprometimento mais profundo da parede do intestino.

Nos casos cirúrgicos, o segmento intestinal comprometido é ressecado, e o trânsito intestinal reconstruído, sempre que possível. Além disso, pode haver a necessidade de tratamento complementar com quimioterapia e radioterapia, que são indicados antes ou após a cirurgia, e nos casos mais avançados, para que se evitem ou se tratem as lesões metastáticas.

Como diminuir as chances de ter câncer de intestino 

– Fazer atividade física na maioria dos dias da semana;

– Ter uma alimentação rica em fibras (frutas, vegetais e grãos) e pobre em gorduras animais;

– Não fumar;

– Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

– Realizar exames anuais, após os 50 anos, para detecção precoce e tratamento de pólipos.

O câncer tem chance de cura de for detectado no inicio. É recomendada a realização anual do exame de sangue oculto nas fezes para pessoas acima de 50 anos. Trata-se de exame laboratorial relativamente simples e que pode ser solicitado pelo médico clínico. Para as pessoas com maior risco pode ser necessária a realização de colonoscopia.

Fontes: Saúde.gov.br

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

 

Qual a importância do exame de próstata

Campanha em São Paulo incentiva homens a fazer exame de próstata

Novo tratamento aumenta sobrevivência em casos de câncer de colo do útero

Você sabia que se diagnosticado precocemente, câncer colorretal pode ser curável?

Entenda como é feita a colonoscopia e saiba o quanto ela é importante para o diagnóstico precoce do câncer

Computador Watson contra o câncer: tecnologia da IBM será empregada no combate ao câncer

Sedentarismo aumenta em 40% os fatores de risco para câncer de mama

Aprenda a fazer um remédio caseiro para azia

5 Remédios para azia que realmente funcionam

Azia na gravidez? Saiba como aliviar os sintomas

Dez alimentos que ajudam na digestão

6 Verdades e mentiras sobre o leite

Alimentos que curam: veja como uma alimentação simples e natural pode ajudar a restabelecer a saúde de pessoas e animais

Problemas digestivos: Saiba como prevenir e tratar a gastroenterite viral

Gastroenterite: aprenda 7 dicas para evitar a gastroenterite e parar de sofrer

Aprenda a identificar os sintomas da apendicite e evite que o problema se agrave ainda mais

Entenda a salmonela (diarreia intensa)

7 Dicas para consumir mais fibras

Diarreia: sintomas, tratamento, como evitar

Apendicite! Todos podemos ter?


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]