[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Hipnose é usada como tratamento para correção postural e outros males físicos e da alma

Por Luiz Carlos Crozera 28/05/2014

correção postural

O caso que vou narrar abaixo é comprovadamente o primeiro de correção postural tratado com hipnose, do tipo condicionativa, proveniente de carga genética. Atualmente, esse método está revolucionando e renovando o campo da hipnologia clínica mundial, com ferramentas poderosas que possibilitam o descondicionamento de memórias negativas e o implante de condicionamentos saudáveis, que geram qualidade de vida aos que se submetem ao tratamento.

A novidade que ando apresentando nos cursos de hipnose condicionativa são as possibilidades de se trabalhar fatores genéticos negativos herdados dos pais. Através de uma regressão de memória, é possível não só interromper uma cadeia de DNA, mas ir ao início dela, bem no instante da concepção, e bloquear toda a carga vibracional nociva, transferida pelos genitores e, assim, reverter sintomas que repercutem durante toda a vida do indivíduo.

É possível dizer com a máxima segurança que, através desse novo conceito de hipnose clínica, estamos frente a uma revolução biológica. Comprova-se também com ele a existência de uma psique antes mesmo da concepção. Com essa ferramenta, é possível chegar ao mais profundo patamar da existência humana, que são os registros oriundos de heranças genéticas. O DNA negativo que recebemos dos nossos pais e que implicam em desordens na composição física ou comportamental, e até mesmo emocional, agora podem ser tratados com êxito.

 

Hipnose: o caso da correção postural

Podemos comprovar a eficácia do técnica na paciente tratada no final de março de 2014, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O caso chama a atenção pela nítida mudança física ocasionada pela aplicação da hipnose condicionativa.

Patrícia, 33 anos, queixava-se da dificuldade em manter-se ereta, o que ocasionava, além da má postura, um obstáculo para respirar profundamente. Procurou melhorar o problema praticando isostretching, pilates e aulas de coordenação motora, que traziam alívio por um tempo, mas não definitivamente.

Patrícia tornou-se paciente voluntária e teve acompanhamento na Faculdade de Fisioterapia da Universidade Rede Metodista de Educação do Sul, no grupo de estudos de Fisioterapia. Em 27 de março, a foto 1 foi tirada no local, no mesmo dia da primeira e única sessão de hipnose condicionativa. A segunda imagem é de 03 de abril, uma semana após a consulta de hipnoterapia. 18 horas depois do tratamento, a paciente afirma que a mudança já era visível.

Submetida à hipnose condicionativa, em relaxamento profundo, as cargas genéticas nocivas que receberia antes mesmo de sua concepção foram trabalhadas. A paciente narra que sentiu durante a consulta uma forte vibração, “como um eixo de velocidade extrema dentro da coluna cervical, justamente no local em que sentia dor”, conforme descreveu. Quando saiu desse estado, percebeu imediatamente que suas dores haviam sumido.

Conforme observamos nas imagens abaixo é nítida a diferença entre o antes e depois do tratamento de correção postural com a hipnose condicionativa:

correção postural

 

O caso foi levado para ser analisado pela fisioterapeuta Gabriela Vilela, formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. A profissional afirma que “é evidente a correção postural”, verificando as seguintes desordens na foto 1:

  • cabeça em protração – movimento que afasta do centro as clavículas e escápulas da caixa torácica;
  • cifose cervical – aumento da curvatura da coluna torácica;
  • protusão de ombros – movimentos dianteiros dos ombros;
  • escápulas levemente aladas – devido à flexão posterior da cabeça e ombros.

Já na imagem 2, registrada depois do tratamento com a hipnose condicionativa, a fisioterapeuta Gabriela Vilela conclui:

  • curvatura cervical preservada;
  • alinhamento cervical preservado;
  • ombros alinhados, não apresentando retração, protusão e depressão;
  • aparente alinhamento escapular.

Além da correção postural, também foi trabalhado nessa mesma paciente questões comportamentais, âmbito em que sentia um desconforto aparentemente sem explicação. A sessão de hipnoterapia possibilitou à paciente experimentar “um sentimento suave e limpo, como creio que deveria existir desde sempre e que agora se faz presente na minha vida”.

O caso narrado mostra que é possível preencher a lacuna que separa a ciência da espiritualidade, pois comprova-se a existência de uma consciência, uma energia dotada de imenso potencial de transformação física e comportamental que age sobre o psiquismo humano, antes mesmo da concepção. E por meio da hipnose condicionativa, essa consciência é direcionada, fortalecendo a própria Teoria da Concepção (saiba mais em www.institutohipnologia.com.br).

É importante lembrar que os tratamentos convencionais para correção postural levam meses, ou até anos, para obtenção de resultados satisfatórios.

O hipnólogo que acompanha esse caso é Luciano de Moura, residente em Porto Alegre (RS) -Hipnoterapeuta formado pelo Instituto Brasileiro de Hipnologia e membro da Sociedade Ibero Americana de Hipnose Condicionativa.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

Hipnose condicionativa: novo tratamento para estresse

O uso da hipnose na odontologia

Insônia, o mal do cotidiano: saiba como tratar a insônia por meio da Hipnose clínica condicionativa

Hipnose Condicionativa aplicada no esporte contribui para melhorar o desempenho de atletas

5 Posturas para curar a dor nas costas

5 exercícios para corrigir a postura corporal

Mitos e verdades sobre dor de coluna


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]