Clínica Geral

Bexiga hiperativa: veja como tratar a vontade frequente de urinar

Por Redação Doutíssima 27/06/2014

Você sente vontade de urinar frequentemente? Essa vontade é urgente e desconfortável? Vem de repente com pouco ou sem aviso prévio? E faz você acordar muitas vezes durante a noite para urinar? Incontinência? Cuidado, você pode estar com a bexiga hiperativa.

Bexiga hiperativa afeta o bem-estar

Nos Estados Unidos, estima-se que 17 milhões de pessoas sofrem com bexiga hiperativa. Pode parecer um problema simples, mas afeta o bem-estar emocional, psicológico e social daqueles que são acometidos por ela.

Vontade de urinar com frequência é um sinal que indica a bexiga hiperativa. Foto: Shutterstock

Vontade de urinar com frequência é um sinal que indica a bexiga hiperativa. Foto: Shutterstock

Como tratar a bexiga hiperativa

A bexiga hiperativa, também conhecida como incontinência urinária, trata-se da contração involuntária do músculo da bexiga, durante seu enchimento com urina. Ela pode ser de caráter idiopático, quando não tem causa definida, ou neurogênica, quando for resultado de alguma doença neurológica, como Alzheimer, Parkinson ou derrame.

Médicos afirmam que, apesar de ser um problema que faz parte do envelhecimento, a bexiga hiperativa não é normal em idade alguma e que é necessário investigar quando surgir algum sintoma.

Felizmente, existem muitas maneiras de combater a bexiga hiperativa. Elas vão desde medicamentos a mudanças comportamentais, ou a combinação dos dois. Para prevenir é sempre bom evitar a cafeína ou beber muito líquido antes de sair de casa. Confira, a seguir, alguns tipos de tratamento da bexiga hiperativa.

Treinamento da bexiga hiperativa

Este é um tratamento comum da bexiga hiperativa, que não envolve medicação. Treinar a bexiga consiste em mudar a forma que se usa o banheiro. Ao invés de esperar a vontade de urinar, programa-se as horas em que líquidos serão ingeridos e as horas do dia que se irá urinar. Assim, é possível controlar a vontade por alguns minutos no início e, em seguida, aumentar gradualmente a uma hora ou mais entre as visitas do banheiro.

Exercícios perineais para bexiga hiperativa

A realização de exercícios de contração e relaxamento da musculatura do períneo em sessões de 30 minutos, duas vezes por semana, podem promover uma melhora nos sintomas da bexiga hiperativa. Após 3 meses de tratamento, em torno de 76% dos casos apresentam melhora.

Medicamentos para bexiga hiperativa

Um grupo de medicamentos anticolinérgicos pode combater este problema. Estas substâncias bloqueiam os sinais nervosos que fazem com que o os músculos da bexiga se contraiam. São eles: cloridrato de imipramina, cloridrato de oxibutinina, bromidrato de dariferacina, tartarato de tolterodina, succinato de solifenacina e cloreto de tróspio.

Toxina butolínica para tratar bexiga hiperativa

Injeções de botox na bexiga vêm sendo estudadas como uma alternativa no tratamento para a bexiga hiperativa. A toxina butolínica é injetada no músculo da bexiga, fazendo com que ele relaxe. Isso faz com que se aumente a capacidade da bexiga e diminuam as contrações excessivas.

Cirurgia para bexiga hiperativa

Em casos mais graves de bexiga hiperativa, o médico pode recomendar uma intervenção cirúrgica. O método de cistoplastia de aumento é o mais recomendado. Nessa cirurgia, alguns pedaços do intestino são adicionados à bexiga para aumentar o tamanho e permitir que se armazene mais urina.

Outro tipo de cirurgia para a bexiga hiperativa funciona através do estímulo do nervo sacral. Uma unidade é implantada e envia impulsos elétricos ao nervo sacral, que podem ser ajustados aos sintomas apresentados.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Problemas para fazer xixi? Aprenda a evitar a infecção urinária e tenha uma vida mais tranquila

Para quê serve o exame de urina?

O que a urina pode dizer sobre a sua saúde

Obesidade na mulher causa problemas na bexiga e leva à incontinência urinária

Saúde da mulher. Corrimento esverdeado: o que pode ser?

Corrimento com mau cheiro: como tratar

Como prevenir a infecção vaginal


Sites parceiros