[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Alergias de pele após a depilação podem ser evitadas

Por Redação Doutíssima 01/07/2014

A depilação é um procedimento que agride a pele, independentemente do método utilizado. Por isso, é bem comum o aparecimento de alergias de pele depois de realizá-la.

Alergias de pele provocam coceira e vermelhidão

Em peles sensíveis e secas, estes problemas são comuns e podem comprometer a saúde e a aparência epitelial. Queimação, vermelhidão e coceiras são os sintomas mais comuns de alergias de pele após a depilação.

Em peles sensíveis e secas, as alergias são comuns e afetam saúde e aparência. Foto: Shutterstock

Em peles sensíveis e secas, as alergias são comuns e afetam saúde e aparência. Foto: Shutterstock

Prevenindo as alergias de pele

Se você sofre com esses problemas, saiba que eles podem ser evitados ou amenizados adotando alguns cuidados antes de depilar a pele. Isso porque a sensibilidade pode não ser a única causa para o aparecimento de alergias de pele: muitas vezes elas ocorrem pela falta de preparação para o procedimento.

Veja como cuidar da sua pele e como protegê-la das alergias de pele causadas pela depilação.

1. Cuidado com a lâmina de barbear

Se você utiliza lâminas para a depilação, a primeira dica é que ela deve ser trocada com frequência. Uma lâmina velha, ao invés de deslizar sobre a pele, acaba necessitando de uma maior fricção, e isso acaba provocando uma irritação – o que pode causar alergias de pele.

Você pode reutilizar sua lâmina algumas vezes, desde que você cuide bem dela. Certifique-se de lavar a lâmina depois de cada retirada de pelos. Depois de usá-la, limpe-a com álcool para matar todas as bactérias.

2. Use os produtos certos contra alergias de pele

Algumas fórmulas em creme ou em gel prometem auxiliar na hora da depilação. As alergias de pele mais comuns são causadas pelo uso de produtos com fragrâncias artificiais (perfume), corantes e certos conservantes, durante ou após a depilação.

Se optar por esses produtos, busque composições que não utilizem ou, então, que utilizem uma baixa concentração de álcool. Procure cremes com aloe vera, óleos naturais e vitamina E, que hidratam e auxiliam na retirada dos pelos.

3. Banho quente antes da depilação pode ajudar

Usar hidratante na noite anterior, e em seguida, novamente na parte da manhã, antes de entrar em um bom banho quente. Tomar um banho quente antes de se depilar é ótimo para abrir os poros. Todas essas rotinas ajudam a prevenir alergias de pele. Assim, os pelos saem mais facilmente e o risco de agressão à pele é menor.

Caso você use lâminas no banho, deixe para o final, pois assim os poros já estarão abertos. Mas se você utiliza outros métodos de depilação como cera ou cremes, pode apenas segurar uma toalha quente na região a ser depilada por alguns minutos.

4. Esfoliação contra as alergias de pele

Se você sofre, além das alergias de pele, com pelos encravados após a depilação, a esfoliação prévia pode ser um ótimo método para você. Esfoliar a pele ajuda na remoção das células mortas e auxilia o nascimento dos pelos mais finos.  Volte a usar o esfoliantes alguns dias após a remoção dos pelos.

5. Água fria também ajudar após a depilação

Assim como a água quente vai abrir os poros, a água fria irá fecha-los. Após a depilação, lave a área depilada com água fria e seque bem. Não esfregue. Esfregar é apenas um convite para o desastre: certamente irá potencializar alergias de pele. Depois, aplique um hidratante suave ou gel à base de aloe vera ou camomila para amenizar as irritações.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Dermatite de contato: sintomas, causas e tratamento

Dúvida do leitor: o que pode causar erupções na pele e coceira no peito?

Especialista destaca os principais tipos de alergia e recomenda cuidados

Fique alerta aos sinais de alergia

Consideradas um mal do século, as alergias estão classificadas pela OMS como 4ª doença crônica mundial

Fique alerta aos sinais de alergia

Alergia em crianças: tudo o que você precisa saber para cuidar melhor do seu filho em caso de alergia


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]