Os androgênios, a exemplo da testosterona, DHT, SDHEA, DHEA e androstenediona, são hormônios sexuais responsáveis por inúmeras funções no organismo. A falta ou excesso dessas substâncias no corpo humano pode ser prejudicial, por isso, ao pesquisar as causas de patologias nos pacientes, os médicos costumam solicitar exames relativos às taxas hormonais.

androgênios

Função dos androgênios

Produzidos tanto pelos homens quanto pelas mulheres, o que os diferencia em um ou outro são os níveis e funções mais específicas. Em geral, são responsáveis pelo desenvolvimento de características sexuais após a puberdade, como pelos pubianos, axilares, estímulo da glândula sebácea (oleosidade), libido e aumento de massa muscular.

Os androgênios são como qualquer outro hormônio: o benefício só ocorre quando há equilíbrio. Ausentes ou em demasia, causam desequílibrio metabólico e inúmeros efeitos colaterais: queda de cabelo ou afinamentos dos fios, acne, estrias, hirsutismo (pelos grossos e pigmentados em locais onde deveriam ser finos, como no buço, queixo, aréola etc.), seborreia e oleosidade excessiva da pele e couro cabeludo e hiperplasia prostática benigna.

Reposição hormonal

A necessidade de manter os níveis dos hormônios em equilíbrio deve ser levada em conta no caso de uma reposição hormonal de qualquer origem, com o objetivo de contracepção, longevidade, ganho de massa, combate aos efeitos da menopausa e andropausa, infertilidade ou osteoporose.

Não subestime os riscos de uma reposição hormonal: antes de chegar a uma conclusão, discuta com um médico habilitado o que pode acarretar esse tipo de tratamento e observe se suas expectativas podem ser realizadas.

Por exemplo, no caso de ganho de massa muscular, não seria preferível uma abordagem mais fisiológica e natural, progressiva e menos agressiva? Um acompanhamento com um nutricionista funcional para lhe indicar a melhor forma de chegar ao resultado que deseja, com o auxílio de uma alimentação adequada, associada aos uso de suplementos, fitoterápicos e vitaminas específicos para o seu caso, pode ter um efeito positivo e surpreendente.

Administrar uma grande dose de testosterona, um dos androgênios citados acima, é uma opção rápida e fácil, que, contudo, deve interferir na sua saúde, provocando efeitos indesejáveis no seu organismo.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

Terapia hormonal da menopausa

Prevenção e tratamento: aprenda a fazer exercícios contra a osteoporose

Alimentos para afastar a osteoporose

Saiba mais sobre os riscos dos remédios para ganhar massa muscular

Como aumentar a sua massa muscular

Acupuntura para engravidar pode ser solução para problema de fertilidade

Conheça os problemas que afetam a fertilidade do casal e como evitá-los


DEIXE UMA RESPOSTA